RosaNaativa

RosaNaativa

A cantora e compositora multi-instrumentista catarinense RosaNaativa, por morar na Praia do Rosa, veio daí a inspiração para seu nome artístico.

RosaNaativa iniciou sua carreira musical como vocalista e baixista de algumas bandas e integrou a banda “Elephant Club” em 2019 quando assinou o seu primeiro contrato profissional.

RosaNaativa influenciada pelas culturas Hip-Hop e Reggae, seu estilo musical varia nas levadas de RAP e Pop, utilizando de referência artistas como Bob Marley, Damian Marley, Rihanna e Lauryn Hill.

Atualmente a artista se dedica em sua carreira solo. Seu objetivo é lançar singles em parcerias com os produtores musicais. Os singles serão lançados através das redes sociais oficiais da artista e da Agência PenseAtiva em 2020. Todos eles com vídeos clipes.

Segue abaixo entrevista exclusiva com RosaNaativa para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistada por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 29.12.2020:

Índice

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

RosaNaativa: Nasci no dia 01 de agosto de 1993, Imbituba – SC. Registrada como Ana Carolina da Silva,

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

RosaNaativa: Aos 7 anos de idade eu comecei a cantar no coral da igreja.

03) RM: Qual a sua formação musical e/ou acadêmica fora da área musical?

RosaNaativa: Na música sou autodidata e tenho o ensino médio concluído.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

RosaNaativa: No passado eu ouvia muito Bob Marley, Lauren Hill. No presente continuo gostando e me inspirando neles e em alguns artistas mais novos como Travis Scott, Sam Smith, Black Alien. Nenhum deixou de ter importância.

05) RM: Quando, como e onde você começou a sua carreira musical?

RosaNaativa: Em 2019 apareceu a oportunidade para entrar numa banda de RAP chamada Elephant Club, através de amigos em comum fazendo a conexão, eu fui para a Praia do Rosa e depois para São Paulo para trabalhar profissionalmente.

06) RM: Quantos CDs lançados?

RosaNaativa: Nenhum ainda, fiz algumas participações em músicas de colegas e a banda com quem trabalhei.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

RosaNaativa: Hip Hop mais pop.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

RosaNaativa: Nunca estudei técnica vocal, mas leio e procuro praticar sempre que posso exercícios vocais.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

RosaNaativa: Saber como usar a voz da forma correta é importante, pois assim o artista que utiliza a voz como instrumento de trabalho evita se machucar e faz com que a qualidade do trabalho seja melhor, interferindo na potência da voz.

10) RM: Quais as cantoras(es) que você admira?

RosaNaativa: Admiro muito o Black Alien, pela história e superação de vida e também a galera que faz o seu corre independente, buscando reconhecimento.

11) RM: Como é o seu processo de compor?

RosaNaativa: Geralmente eu penso na melodia primeiro e depois eu escrevo a letra. Eu faço mais músicas utilizando o violão como meu principal guia para depois jogar o beat (ritmo) por cima.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

RosaNaativa: Eu componho sozinha e depois um amigo beat maker me ajuda a finalizar.

13) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

RosaNaativa: Os prós são que você pode fazer da forma que você quer, do jeito que surge as ideias, e nos momentos que você pode. Os contras são ter que conciliar trabalho e música, já que inicialmente quem não tem grana dificulta para fluir de forma esperada.

14) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

RosaNaativa: Fora do palco eu estou gravando meus feats acústicos, já que acabei de criar um canal no YouTube e quero alavancar isso, além de estar fazendo os corres das redes sociais, buscando reconhecimento na cena musical. Apenas dessa forma já que 2020 foi um ano complicado para palco devido a pandemia do novo corona vírus.

15) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira?

RosaNaativa: Eu tenho um produtor (Rodolfo) que está me ajudando bastante na carreira musical, ele quem administra as minhas redes sociais e é meu braço direito quando se trata de lançamentos e clipes.

16) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

RosaNaativa: A internet nesse momento está sendo tudo que eu e todos os artistas tem, já que é ela quem está fazendo o papel de tudo que era presencial, barzinhos, shows.

17) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

RosaNaativa: A vantagem é ser acessível e prático, já que da pra fazer sozinha. A desvantagem é que nem sempre é um bom lugar para gravar, devido à inconveniências de barulho e estrutura inadequada, é necessário ter uma boa acústica.

18) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

RosaNaativa: Procuro estar inserida em todas as plataformas digitais que forem relevantes a fim de mostrar o meu trabalho musical. E como estou começando a minha carreira solo, o meu principal diferencial é estar chamando a galera do corre independente para fazer participações e crescermos juntos.

19) RM: Como você analisa o cenário musical brasileiro. Em sua opinião quem foram às revelações musicais nas duas últimas décadas e quem permaneceu com obras consistentes e quem regrediu?

RosaNaativa: Acredito que muitos artistas que possuem o devido reconhecimento não estão sabendo aproveitar da forma certa. Muitos artistas que estão começando e possuem talento estão sendo deixados de lado, já que a indústria musical pensa mais em que estar na grande mídia do que na música em si. Quando eu penso em música boa e artista de qualidade me vem em mente: Eminem, Chorão, 3030. Esses que eu citei continuam apesar do tempo da caminhada permanecem na cena musical. Acredito que ninguém regride, os artistas escolhem caminhos dentro da música que podem ser diferentes, mas não perdendo a essência.

20) RM: Quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

RosaNaativa:3030, Rashid, Emicida são exemplos de profissionalismo e qualidade artística inquestionáveis.

21) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado etc)?

RosaNaativa: Todas essas situações citadas na pergunta já aconteceram comigo, mas eu procuro levar de forma leve e como aprendizado.

22) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

RosaNaativa: Mais feliz poder ter o reconhecimento que eu quero e mais triste seria não conseguir isso.

23) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

RosaNaativa: Sinceramente acredito que não.

24) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

RosaNaativa: Diria que é difícil, mas não é impossível se é algo que você sonha e gosta de fazer.

25) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira?

RosaNaativa: Acho que a grande mídia foca muito mais no valor financeiro que os artistas dão do que na qualidade musical que irão reverter ao público.

26) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

RosaNaativa: Acho que todos os projetos voltados à cultura merecem respeito.

27) RM: Como você analisa o cenário do reggae no Brasil. Em sua opinião quem foram às revelações musicais nas duas últimas décadas e quem permaneceu com obras consistentes e quem regrediu?

RosaNaativa: Acho muito bom a cena reggae, sempre com artistas de qualidade e músicas com mensagens boas. Posso citar como referências e revelações: Mato Seco, Ponto de Equilíbrio, Natiruts. Acredito que todos eles permanecem em alta pra quem gosta do som e nenhum regrediu também.

28) RM: Você é Rastafári?

RosaNaativa: Acho uma cultura bonita e alguns aspectos eu sigo, mas não diria que sou Rastafári.

29) RM: Alguns adeptos da religião Rastafári afirmam que só eles fazem o reggae verdadeiro. Como vocês analisam tal afirmação?

RosaNaativa: Acho que o reggae é algo que se sente, é puro demais para dizer que só quem tem uma religião pode fazer, já que é um som característico.

30) RM: Na sua opinião quais os motivos da cena reggae no Brasil não ter o mesmo prestígio que tem na Europa, nos EUA e no exterior em geral?

RosaNaativa: Além da cultura reggae lá ser mais forte, aqui no Brasil investem muito mais no cenário musical Sertanejo, FUNK, Pagode.

31) RM: Existe o Dom musical? Como você define o Dom musical?

R: Eu acho que sim, mas não necessariamente alguém precisa ter o dom para fazer música. A musicalidade é algo que dá para desenvolver também. Acho que o dom é aquilo que você tem mais facilidade de fazer, como tem criança que canta ou toca instrumentos de forma própria.

32) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

R: Os prós é dar oportunidade para vários artistas locais e os contras é a galera sem respeito.

33) RM: Hoje o Festival de música revela novos talentos?

R: Sim, não diria os festivais grandes como Lollapalooza ou Rock in Rio, mas existem diversos Festivais de Música menos conhecidos que revelam vários artistas.

34) RM: RosaNaativa, Quais os seus projetos futuros?

R: Lançar um EP acústico com a galera independente, e logo em seguida lançar os meus solos.

35) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Contato:(48) 99131 – 9453 (Rodolfo de Moraes) | [email protected] | https://web.facebook.com/rosanaativamusic |

Canal: https://www.youtube.com/channel/UCGIwTlpqUawCATCC2Z0l4oQ

Essência (feat. Fiel do Rap Prod. Jesus no Beat):

https://www.youtube.com/watch?v=TR8ZivoncYY

 


00voto
Avaliar Entrevista
Subscribe
Notify of
Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor responsável pela revista digital RitmoMelodia desde 2001, jornalista, músico, poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, propaga a diversidade musical brasileira através de entrevistas e artigos. Jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba - UEPB (1996 a 2000) que lançou um livro de poesia em 1998 e seus poemas ganharam melodias gravadas em três álbuns concluindo a trilogia "reggae baseado em poesia" no seu projeto musical Reggaebelde. Unindo a sensibilidade do poeta, músico com o senso crítico do jornalista e pesquisador musical colocado em prática em uma revista que Canta o Brasil.