More Ilton Andrade »"/>More Ilton Andrade »" />
Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.

Ilton Andrade


O cantor, compositor, multi-instrumentista paulistano Ilton Andrade teve os seus primeiros contatos com a música através dos seus pais, tios e avós que sempre gostaram muito de música.

Ilton Andrade é músico autodidata se destacou nas rodas de samba do bairro Artur Alvim na COHAB 1 na zona leste de São Paulo no início dos anos 90. Fez parte do grupo Papo durante dez anos, em seguida como músico freelancer acompanhou grandes nomes da música: Monarco da Portela, Nelson Sargento, Aluízio Machado, Sombrinha, Arlindo Cruz, Almirzinho, Mauro Diniz, Royce do Cavaco, Biru do Cavaco, Eliana de Lima, entre outros… Fez parte da comunidade do Samba COHAB 1 e juntamente com o seu irmão Ivan Andrade fundou o grupo Batucada Preta com o qual em 2019 gravou o DVD – A Força Negra com a participação de: Serginho Madureira, Coletivo Mutum, Tio Cemi da Velha Guarda da Nenê de Vila Matilde, Rincón sapiência, Bateria do Onze F.C. Durante a pandemia Ilton Andrade gravou duas lives sendo uma delas solidária com o apoio de vários times e comércios da região.

Também gravou uma Roda de Samba ao vivo através da produtora Resistência do Samba contando vários clássicos do Samba. Em breve Ilton lançará um trabalho de áudio e visual em homenagem ao seu pai sr. Ivo Andrade.

Atualmente Ilton Andrade é colunista da revista Cavaco de Prata, fundador do projeto Sambas e Sambista da Cohab1 e Região, integrante do Coletivo Mutum, integrante do Grupo Batucada Preta, integrante do projeto Brasilidades e tem um trabalho solo com convidados que com o qual ele se apresenta nos Bares, Restaurantes e Casas Noturnas de São Paulo.

Segue abaixo entrevista exclusiva com Ilton Andrade para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistado por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em10.12.2021:

01) RitmoMelodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Ilton Andrade: Nasci no dia 08.11.1982 em São Paulo – SP, no bairro Artur Alvim na COHAB 1 na zona leste. Registrado como Ilton Rodrigo de Andrade.

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Ilton Andrade: Nasci em um ambiente onde Samba, Seresta, Batucadas e Melodias eram coisas corriqueiras. Meu pai Ivo Alves de Andrade e minha mãe Maria Isabel de Andrade sempre gostaram muito de Samba, meu pai apesar de não ser músico era frequentador fervoroso de Rodas de Samba e me levava constante. Minha mãe também sempre gostou de cantar por que na casa da minha avó Júlia sempre teve Rodas de Samba aonde eu tive o meu primeiro contato com o Samba e os instrumentos musicais por intermédio do meu padrinho Pedrinho da Caixa que foi e é um grande incentivador.

03) RM: Qual sua formação musical e/ou acadêmica fora da área musical?

Ilton Andrade: Sou músico autodidata e nunca trabalhei em outra área profissional.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Ilton Andrade: Minhas influências são meus pais Ivo Alves de Andrade e Maria Isabel de Andrade, meus tios e os LPS de Samba que ouvi dos grandes mestres como: Cartola, Candeia, Aniceto, Geraldo Filme, Todas as Velhas Guarda, entre outros. Nenhuma das minhas influências deixaram de ter importância.

05) RM: Quando, como e onde você começou sua carreira musical?

Ilton Andrade: Nas Rodas de Samba do Bairro Artur Alvim em São Paulo.

06) RM: Quantos CDs lançados?

Ilton Andrade: Nenhum CD, mas tenho um DVD – “A Força Negra”, gravado em abril de 2019 intitulado como a com várias participações: Serginho Madureira, Rincón Sapiência, Coletivo Mutum, Tio Semi da Velha Guarda da Nenê de Vila Matilde e Bateria do Onze F.C.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

Ilton Andrade: Força Negra Samba e Pagode tradicional.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Ilton Andrade: Sim, com o meu amigo e professor Jhony Guima.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Ilton Andrade: É importante o estudo de técnica vocal e cuidado com a voz para manter a voz saudável.

10) RM: Quais as cantoras (es) que você admira?

Ilton Andrade: São muitos, mas para mim a maior cantora Brasileira foi a Elis Regina e o Maior cantor foi Wilson Simonal.

11) RM: Como é seu processo de compor?

Ilton Andrade: Às vezes escrevo a letra e depois crio a melodia. Outras vezes crio a melodia e depois a letra, mas já teve músicas que saíram letra e melodia ao mesmo tempo.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

Ilton Andrade: Gustavo Harper.

13) RM: Quem já gravou as suas músicas?

Ilton Andrade: Márcio Prata, Viro Brasil, Grupo Pretoria, Grupo Batucada Preta.

14) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Ilton Andrade: Os Prós é que você pode administrar e escolher a forma de trabalho. E os contras é que fica mais difícil de atingir o sucesso sem ter uma gravadora ou produtora para administrar o seu trabalho.

15) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Ilton Andrade: Dentro do palco procurou montar um show com repertório de qualidade e com muita Batucada sem esquecer de uma boa harmonia e interação com o público. Fora do palco muito ensaio, estudo, idealização de projetos em prol do resgate e manutenção da cultura do Samba e divulgação do meu trabalho nas redes sociais.

16) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira musical?

Ilton Andrade: Investimentos em DVD, Lives, Vídeo Clipes e impulsionamento nas redes sociais.

17) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira musical?

Ilton Andrade: A internet só me ajuda.

18) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

Ilton Andrade: A vantagem é que hoje em dia podemos fazer a pré-gravação em casa e depois ir para um studio maior e com mais recursos técnicos. O Contra é que tem muitas coisas sem qualidade sendo gravada.

19) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Ilton Andrade: Procuro passar para o meu público a minha verdade musical, as minhas influências, as minhas origens e a minha criatividade.

20) RM: Como você analisa o cenário do Samba. Em sua opinião quais foram as revelações musicais nas últimas décadas e quem permaneceram com obras consistentes e quais regrediram?

Ilton Andrade: No cenário do Samba, Martinho da Vila é o mais consistente, depois o grupo Fundo de Quintal e o Pagode Noventa, que regrediu por falta de união e criatividade.

21) RM: Quais os artistas já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Ilton Andrade: São muitos, mas vou citar alguns: Zeca pagodinho, Martinho da Vila, Leci Brandão e fora do samba: Chico Buarque, Caitano Veloso, Toquinho, João Bosco, entre outros…

22) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado, etc)?

Ilton Andrade: São inúmeras situação que já passei em 25 anos de carreira (risos), mas bem no início recebi como cachê uma Tubaina de saquinho e 1 fofura para tocar 6 horas e depois de adulto recebi no intervalo um saco de pão com mortadela e um refrigerante de dois litros xereta (risos).

23) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Ilton Andrade: Feliz é sobreviver do que gosta. Triste é a pechincha dos contratantes.

24) RM: Existe o Dom musical? Como você define o Dom musical?

Ilton Andrade: Para mim existe o dom, eu nasci com ele, acredito muito na ancestralidade e em outra vida com certeza eu fui músico.

25) RM: Qual é o seu conceito de Improvisação Musical?

Ilton Andrade: O meu conceito de improvisação musical é pôr em prática o estudo.

26) RM: Existe improvisação musical de fato, ou é algo estudado antes e aplicado depois?

Ilton Andrade: Existe a improvisação na hora, principalmente nos instrumentos de percussão por que muita coisa é criada na hora dependendo do ritmo e da música que está sendo executa.

27: Quais os prós e contras dos métodos sobre Improvisação musical?

Ilton Andrade: Não posso responder está pergunta por ser autodidata e nunca estudei método nenhum crio em cima do que sinto em cada música e cada ritmo.

28) RM: Quais os prós e contras dos métodos sobre o Estudo de Harmonia musical?

Ilton Andrade: Toco Cavaquinho e Violão de ouvido escutando os grandes mestres e aprendendo nas rodas de samba.

29) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Ilton Andrade: Não, até por que não faço música comercial e sim tradicional.

30) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Ilton Andrade: Acredite no seu sonho e faça o seu trabalho mostrando a sua verdade.

31) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

Ilton Andrade: Antigamente pesquisando sobre Festival de Música percebi que eram importantes os festivais e que tinham músicos e músicas de muita qualidade e os jurados povo escolhia as melhores. Hoje em dia acho que os festivais já são comprados pelos poderosos que controlam as grandes mídias.

32) RM: Festival de Música revela novos talento?

Ilton Andrade: Sim, desde sempre os festivais de música revelaram grandes músicos que até hoje fazem parte do cenário musical brasileiro.

33) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira?

Ilton Andrade: Falando sobre o cenário do Samba, acho que a grande mídia deixou de dar atenção e de contraponto valorizam retorno financeiro ao invés de qualidade musical.

34) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

Ilton Andrade: A estrutura é maravilhosa, o cachê é justo, porém a burocracia é muito grande para entrar neste circuito de SESC, SESI, Itaú Cultural, entre outros.

35) RM: O circuito de Bar na cidade que você mora ainda é uma boa opção de trabalho para os músicos?

Ilton Andrade: Sim, em quanto às grandes casas noturnas não dão oportunidades o músico deve trabalhar nos Bares e Casas de Show menores ganhando o campo e mostrando o seu trabalho.

36) RM: Quais os prós e contras de ser multi-instrumentista?

Ilton Andrade: O multi-instrumentista tem a vantagem de trabalhar em várias áreas da banda e trabalhar como freelancer com mais facilidade. Pode sozinho ou com apoio de poucos produzir, gravar e criar seu próprio conteúdo musical. Contra, por experiência própria que a pessoa se torna “um pau para toda obra” em uma equipe suprindo todas as necessidades e cobrindo todos os buracos deixados por eventualidades.

37) RM: Quais os seus projetos futuros?

Ilton Andrade: Sou colunista da Revista Cavaco de Prata, cantor do grupo Batucada Preta, cantor e percussionista no projeto Brasilidades, integrante do Coletivo Mutum, secretário de Cultura do Onze F.C e fundador do projeto Sambas e Sambista da Cohab1 e Região, sem esquecer do meu trabalho solo como cantor, compositor multi-instrumentista. Estou para lançar um trabalho de áudio e visual em homenagem ao meu pai Ivo Andrade juntamente com o grupo Batucada Preta.

38) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Ilton Andrade: (11) 96464 – 8732 | 5031 – 6368 | [email protected] | https://web.facebook.com/iltonoca

| https://www.instagram.com/ilton_andrade_oficial

Canal: https://www.youtube.com/channel/UC_NxP83irNIeZm55dI6Cgug

Baseado em Fatos Reais! – Ilton Andrade: https://www.youtube.com/watch?v=xdhv486qvtA

DVD #AForçaNegra Completo Ilton Andrade e Grupo Batucada Preta: https://www.youtube.com/watch?v=nW1B9qS8nhw


Deixe um comentário

*

Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.
Notícias por WhatsApp