Lizza Dias

  • 30
    Shares
Lizza Dias
Avalie esta Entrevista



Lizza Dias tem sua atuação artística desde a infância, participando de eventos de várias modalidades no bairro aonde cresceu, Partenon em Porto Alegre (RS).

Lizza cresceu recebendo aplausos e elogios por seu talento e sua bela voz, mas nunca deixando de lado a sua humildade característica. Aos 16 anos, obteve sua carteira de musicista profissional pela Ordem dos Músicos do Brasil (OMB), o que lhe habilitou a partir em direção a novos horizontes. Contribui na formação de um Coral para crianças afrodescendentes no Quilombo do Paredão (RS), aonde ministrou oficinas durante dois anos.

Passou por várias bandas de Porto Alegre (RS), como a “Afro-tchê” de axé music e na banda de baile “Toque Fatal”, que tinha um repertório de MPB e músicas internacionais. Também se apresentou fazendo Backing Vocal para cantores de renome nacional, tais como: Alcione, Leci Brandão, Dudu Nobre, Almirzinho, entre outros. Ela decidida a investir na sua carreira solo mudou-se para São Paulo (SP), a fim de participar dos programas de calouros em TVs. Entre Agosto e Dezembro de 2003, participou do programa “Sabadaço” da Rede Bandeirantes de Televisão (BAND), com o comando de Gilberto Barros, ficando em segundo lugar no concurso.

Atualmente, Lizza Dias mora no Rio de Janeiro (RJ), e se apresenta com a sua banda, no projeto “Caboclinhas”, show de músicas e danças, com um repertório variado: Samba de Raiz, Forró, Frevo, Jongos, Afoxé, Ijexá, contemplando assim vários compositores desconhecidos como: Gegê de Itaboraí, Paulinho Show entres outros, além de suas músicas autorais.

Segue abaixo entrevista com para a Lizza Dias www.ritmomelodia.mus.br , entrevistada por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 01.04.2018:

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Lizza Dias: Nasci no dia 27.05.1975 em Porto Alegre (RS).

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música?

Lizza Dias: Aos sete anos de idade no Teatro Clubinho da Criança no Partenon, bairro que nasci em Porto Alegre.

03) RM: Qual a sua formação musical e\ou acadêmica fora da área musical?

Lizza Dias: Sou musicista pela ordem dos Músicos e pedagoga não formada.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Lizza Dias: Elis Regina, Elza Soares, Alcione, Tina Tunner, todas jamais deixaram de ter importância e outras que admiro, são muitas mulheres guerreiras que me expiram.

05) RM: Quando, como e onde você começou a sua carreira profissional?

Lizza Dias: Comecei criança cantando e atuando no teatro do bairro e cantava na escola.

06) RM : Quantos CDs lançados, quais os anos de lançamento (quais os músicos que participaram nas gravações)? Qual o perfil musical de cada CD? E quais as músicas que entraram no gosto do seu público?

Lizza Dias: Somente o CD – “Sorriso Lindo”, os outros ainda não estão editados, mas canto as canções no meu Show. No primeiro disco quem gravou comigo foram os músicos gaúchos: Xandy na guitarra, Gel Bento na percussão, João no Violão 7 cordas, Marieti Fialho e outros que sempre dão aquela ajuda que fica para sempre em nossos corações.

07) RM: Como você define o seu estilo musical?

Lizza Dias: Brasileira e canto tudo que é nosso!

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Lizza Dias: Sim. Estudei com um professor barítono canto erudito.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Lizza Dias: É muito importante sempre cantar no seu Tom.

10) RM: Quais as cantoras(es) que você admira?

Lizza Dias: Rita Ribeiro, Elis Regina, Clara Nunes e as outras acima…

11) RM: Como é o seu processo de compor?

Lizza Dias: Tranquilo, sem forçar nada e tudo sai natural.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

Lizza Dias: Laercio Lino, Marcelo Lemman.

13) RM: Quem já gravou as suas músicas?

Lizza Dias: Somente eu.

14) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Lizza Dias: Só vejo coisas Boas e Liberdade.

15) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Lizza Dias: Hoje planejo um pouco mais, com ensaios e repertórios que possam agradar o público.

16) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira?

Lizza Dias: Editais e Plataformas digitais.

17) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Lizza Dias: Ajuda e muito. Basta saber usar.

18) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso a tecnologia  de gravação (home estúdio)?

Lizza Dias: Eu já fiz um home estúdio e para mim foi excelente se torna barato e acessível as gravações.

19) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Lizza Dias: Estudo a nossa cultura que é muito rica.

20) RM: Como você analisa o cenário do musical brasileiro. Em sua opinião quem foram às revelações musicais nas duas últimas décadas e quem permaneceu com obras consistentes e quem regrediu?

Lizza Dias: Quem não está na grande mídia para mim são os melhores. E regressão não compete a nós, este tipo de julgamento, todos tem seu merecimento.

21) RM: Quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Lizza Dias: Martinho da Vila.

22) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado e etc)?

Lizza Dias: Condições técnicas.

23) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Lizza Dias: Sou muito Feliz e realizada em minha carreira. Trabalho com minha arte SEMPRE!

24) RM : Nos apresente a cena musical da cidade que você mora?

Lizza Dias: Moro no Rio de Janeiro há 11 anos. E Samba, Jongo, Coco, Maracatu esta é a nossa Cena musical.

25) RM : Quais os músicos, bandas da cidade que você mora, que você indica como uma boa opção?

Lizza Dias: São muitos. Aqui tem músicos Maravilhosos de Madureira a Barra da Tijuca. Eu amo o Rio e a nossa Música!

26) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Lizza Dias: Sim. Já tocam.

27) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Lizza Dias: Força e nunca Desista.

28) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

Lizza Dias: Temos que participar de todas as Oportunidades.

29) RM : Na sua opinião, hoje os Festivais de Música ainda é relevante para revelar novos talentos?

Lizza Dias: Sim. Acho que poderiam ser mais Divulgados.

30) RM : Como você analisa a cobertura feita pela mídia da cena musical brasileira?

Lizza Dias: Tem mídia quem tem dinheiro.

31) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

Lizza Dias: Boa. Mas quem ganha são as empresas.

32) RM: Fale de sua atuação no trabalho do Ginga Brasil.

Lizza Dias: Ginga Tropical estou amando é uma família.

33) RM : Quais os seus projetos futuros?

Lizza Dias: Morar por um período na Europa.

34) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Lizza Dias: [email protected] |(21) 98288.2552 | 98579.2209

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor Responsável pela revista Ritmo Melodia desde 2001, músico, letrista e poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, sempre se preocupou em divulgar a música (popular, regional, instrumental e erudita) com entrevistas e artigos sobre os músicos e artistas brasileiros.