More Os Sentidos do Duplo Sentido »"/>More Os Sentidos do Duplo Sentido »" />
Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.

Os Sentidos do Duplo Sentido

duplo sentido
duplo sentido

Por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa

A letra de duplo sentido: maliciosa, satírica, critica ou jocosa sempre dividiu opiniões, seja qual for o estilo musical (Rock, Forró, Samba e outros). Uns achando imoral, música de baixo nível. Outros achando inteligente e bem humorada.

Até o Rei do rock Elvis Presley cantava letra que tinha duplo sentido e na música popular brasileira está presente há muito anos, mas teve seu auge no final da década de 60 com alguns cantores e compositores nordestinos. Clemilda e Genival Lacerda iniciaram uma trajetória de popularidade com esse estilo e os ritmos da música nordestina vestia essas letras. Muitos forrozeiros tradicionais não gostavam dessas letras, o rei do baião Luiz Gonzaga se colocou contra. Mas alguns compositores começaram a se destacar e ter músicas de sucesso. Depois do sucesso da música “Severina Xique-Xique”, que colocou Genival Lacerda em evidência nacional, composição do futuro rei do Duplo Sentido o paraibano João Gonçalves, ele cedeu a pareceria da música à Genival sob a condição do artistas gravá-la. Outras composições de João Gonçalves que se destacaram: “Mato Véio”; “Pescaria em Boqueirão” (João Gonçalves – Messias Holanda), “Locadora de Mulher” (João Gonçalves), “Galeguin do Zoi Azul”, “Empregada Doméstica”, “O bode comendo a caba”, “O Véi Dançou” (Renato Aragão também gravou). No período da Ditadura Militar (1964-1985), nos anos 80, João Gonçalves teve seus discos retirados das lojas e foi proibido de fazer shows na Paraíba pela Polícia Federal.

A letra de duplo sentido usa ambiguidade da colocação das palavras em concordâncias pouco usual; usa cacofonia para mudar o sentido e situações colocando em situação de ridículo: pessoas, costumes ortodoxos. A letra de duplo sentido expressa o que algumas pessoas pensam e gostariam de ter a coragem de dizer, mas a etiqueta e ética os impedem. É o pensamento do povo que trata com humor o que os acontecimentos do cotidiano, suas desventuras, aventuras e alegrias. Existe letra de duplo sentido que falaram em prol da liberdade de expressão como, “Apesar de Você”; “Cálice” e outras canções de Chico Buarque e compositores que combatiam com versos a Ditadura Militar, esses compositores usaram o duplo sentido e metáforas para soltar o verbo crítico e ácido.

Algumas letras (Pornográficas e preconceituosas) do FUNK carioca não são de duplo sentido, elas expressão literalmente o que pensam sobre a mulher, o crime, a ostentação além dos muitos erros gramaticais. Diferente do verso que dizem: “O bode comendo, acaba”. Que cantada pode ser entendida como: O Bode comendo a cabra. “Ela deu o rádio…” que o subconsciente entende: Rabo. “Ô Pai vende o Bode de tio João, a Vaca de tia Maria e o Porco do Francisco e me dê o dinheiro para eu gravar um Disco”.

A Letra de Duplo Sentido não passa de uma forma criativa dos compositores brincarem com os vários sentidos das palavras e divertirem as pessoas. Não é atentado ao pudor, mas um soco no bucho mau humor. Temos em todos os ritmos musicais letras mais fúteis que provocam nem boas gargalhadas, são péssimas piadas musicais.


Deixe um comentário

*

Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.
Notícias por WhatsApp