More Pepe Bueno & Os Estranhos »"/>More Pepe Bueno & Os Estranhos »" />
Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.

Pepe Bueno & Os Estranhos


Sesc Belenzinho recebe no dia 09 de julho de 2022, Pepe Bueno & Os Estranhos em show de lançamento do álbum “bagunça”. Apresentação conta a participação de Ricardo Vignini, Fabian Famin do Raíces de América, Tata Martinelli, Xando Zupo e Sergio Duarte, em noite única na Comedoria do Sesc Belenzinho – São Paulo.

No novo show, além do repertório de inéditas, todas cantadas em português, o grupo traz referências desde Guilherme Arantes a Rita Lee & Tutti Frutti, passando pelas versões que estão no disco como “Agora Eu Sei”, gravada por Roberto Carlos em 1972, uma versão em espanhol para “Dentadura Postiça”, clássico de Raul Seixas, além de psicodelias e rocks de Pepe Bueno, misturados ao blues, com muita brasilidade.

Na apresentação no Sesc Belenzinho, Pepe Bueno (baixo e voz), Xande Saraiva (guitarra e voz), Chico Suman (guitarra e voz), Gabriel Martini / Junior Muelas (bateria), Alberto Sabella (teclado) sobem ao palco da Comedoria acompanhados por convidados especiais como Ricardo Vignini (viola), Sergio Duarte (gaita), Tata Martinelli (voz), Xando Zupo (guitarra), Fernando Ceah (voz) e o vocalista Fabian Famin do grupo Raíces de América.

O álbum “Bagunça”, de Pepe Bueno & Os Estranhos, tem produção de Gabriel Martini e Pepe Bueno, gravado no Orra Meu Estúdios e no Área 13 Estúdios, conta com 8 faixas entre autorais e releituras, como pode ser percebido já na primeira faixa do disco, “Baião Blues” (Pepe Bueno/ Xande Saraiva/Chico Suman) na mistura de rock com baião, seguindo pela faixa título, a balançada “Bagunça” (Pepe Bueno, Marcio Gonçalves e Vagner Nascimento), e no rock rural “Caipira Pira” (Pepe Bueno/Cesar de Mercês).

Pepe Bueno segue bem eclético no seu novo trabalho, como mostra na faixa autoral Discou, uma mistura de rock com disco music, e nas releituras da balada gravada por Roberto Carlos, “Agora Eu Sei” (Edson Ribeiro/Helena dos Santos) e “Dentadura Postiça” de Raul Seixas, esta última cantada em espanhol pelo vocalista do Raíces de América, Fabian Famin, e o rock pesado de “Nada eh Concreto” (Pepe Bueno/ Fabian Famin), que traz riffs fortes de guitarra.

Finalizando o disco a faixa “Coração Devaneio”, uma das músicas inéditas do álbum, que teve a letra composta por Xande Saraiva, fala sobre desigualdade social, racismo, fome e realidade brasileira sob o ponto de vista de um violeiro do interior, que não tem muita clareza sobre sua própria ideologia, ao mesmo tempo anda pelo país todo apenas vivendo e cantando: “Viajando no mundo / Pouco sonhos na vida / Hoje não comeu nada / Mente evoluída / Minha música não é de branco / Não é de preto / Minha música é coração devaneio” , demostrando bem que a banda Pepe & Os Estranhos está em um momento plural da carreira.

Segue abaixo entrevista exclusiva com o grupo Pepe Bueno & Os Estranhos para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistado por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 08.07.2022:

Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Nasci no dia 10/03/1980 em Santos-SP.

Fui registrado como Marcelo Antunes Bueno. Meu grupo, Os Estranhos é formada por Pepe Bueno (baixo e voz), Xande Saraiva (guitarra e voz), Chico Suman (guitarra e voz), Gabriel Martini / Junior Muelas (bateria) e Alberto Sabella (teclado).

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Pepe Bueno & Os Estranhos: Minha mãe me disse que meu primeiro contato com a música foi vendo a Rita Lee na TV e dançando abraçado a ela. Com 14 anos de idade montei minha primeira banda com colegas de escola e por lá começamos a tocar em festivais de colégios e festas.

03) RM: Qual sua formação musical e/ou acadêmica fora da área musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Eu tive aulas durantes quase 5 anos com o baixista Luis Domingues (Língua de Trapo, Chave do Sol, Patrulha do Espaço e Pedra), lá eu desenvolvi meu estilo e aprendi muito sobre música, ele com certeza é fundamental para minha carreira e música.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Ouço música o dia todo, vou de The Rolling Stones a Bezerra da Silva. Interessante, por eu ser um compositor, não só música me influência, mas pessoas, fatos, livros, poemas, tudo acaba virando música, e isso no novo álbum “Bagunça”, está muito presente.

05) RM: Quando, como e onde você começou sua carreira musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Com 14 anos de idade (1994) montei minha primeira banda com colegas de escola e por lá começamos a tocar em festivais de colégios e festas.

06) RM: Quantos CDs lançados?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Lancei quatro álbuns com o grupo Tomada: “Tudo em nome do Rock and roll” (2003); “Volts” (2005), “O Inevitável” (2011) e “Hoje” (2017), mais alguns EPs e singles, desde 2000 até 2017.

Solo, lancei: “Nariz de Porco, não é Tomada” (2007); “Eu, o estranho” (2016). E com Os Estranhos foram: “Preces e Tentações” (2019).

Em 2022 o álbum – “Bagunça”. Ficha Técnica do álbum: Pepe Bueno (Baixo e Voz), Xande Saraiva (Guitarra e Voz), Chico Suman (Guitarra e Voz), Rodrigo Hid (Guitarra, Teclado e Voz), Gabriel Martini / Junior Muelas (bateria), Alberto Sabella (Teclado).

Convidados do álbum: Ricardo Vignini – Viola e Violão em “Coração Devaneio”. Cezar de Merces – Voz e Gaita em “Caipira Pira”. Fabian Famin – Vozes em “Nada é Concreto” e “Dientes Falsos”. Tata Martineli – Vozes em “Bagunça”, “Dientes Falsos” e “Agora eu sei”. Fernando Ceah – Voz em “Agora eu sei”. Xando Zupo – Guitarra em “Nada é Concreto”. Victor Hugo – Metais em “Discou” e “Bagunça”. Marcello Schevano – Guitarra em “Discou”. Marcio Gonçalves – Guitarra em “Bagunça”. Vagner Nascimento – Guitarra em “Bagunça”. Diogo Oliveira – Guitarra em “Bagunça”. Produzido por Gabriel Martini e Pepe Bueno. Gravado no Orra Meu Estúdios e AREA 13 Estúdios. Capa assinada por Sandro Saraiva.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Amplo e roqueiro (risos), venho trazendo todas as influências possíveis que me identifico para a nossa música, e vira esse caldeirão, mas como sou um roqueiro tocando, o sotaque sempre vai ser o Rock.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Infelizmente não, quem sabe para frente.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Estudar sempre é bom, deixa o músico confortável para ampliar o que podemos fazer na música.

10) RM: Quais as cantoras (es) que você admira?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Amo a Rita Lee, Baby do Brasil, Elza Soares. Adoro o jeito de cantar de cantores como Belchior e Raul Seixas, são grandes influências para nós.

11) RM: Como é seu processo de compor?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Não tenho um processo definido, normalmente ele sai do meu violão, porém já saiu do groove da bateria, da melodia de voz, de uma letra, de uma jam session, ou seja, é aberto.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Nesse novo disco tenho uma parceria com meus queridos, Xande Saraiva e Chico Suman, também tenho uma linda canção chamada “Caipira Pira” com Cezar de Merces (O Terço), que fiquei super honrado, e “Nada Concreto” com o querido e fantástico Fabian Famin do Raíces de América.

13) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Os prós é a liberdade total de caminhos a ser percorrida, mas nesse caminho precisa, principalmente, de incentivos financeiros, para conseguiria chegar com a nossa música em mais lugares e alçaríamos mais ouvintes.

14) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Estar vivo (riso) e inspirado, porque estando inspirado, tocamos felizes e as boas ideias e performances são mais orgânicas, que é o que eu gosto de fazer.

15) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Eu tento ficar de olho em todos os artistas, antenado com o que está acontecendo e ter um senso crítico no que eu posso fazer com verdade para nossa música, não ficar longe da realidade.

16) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: A internet é o tudo e o nada, você acessa tudo o que quiser, mas deixa as pessoas rasas, por isso existe uma pegadinha nisso tudo, o mais interessante é ter uma relação profunda com a arte, essa imersão é fundamental para aprendermos.

17) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Com home estúdio pode se criar mais, porém as vezes com menos contato com técnicos, engenheiros e outros músicos, o que o estúdio normalmente proporciona.

18) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Tentar ser autêntico com o que você é. Criar e ampliar é uma oportunidade que a música te oferece, por isso ter conhecimento no que foi feito e no que está sendo feito é fundamental para evoluir na carreira.

19) RM: Como você analisa o cenário do Rock Brasileira. Em sua opinião quais foram as revelações musicais nas últimas décadas? Quais artistas permaneceram com obras consistentes e quais regrediram?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Eu sou da geração dos anos 2000 e nessa época surgiram ótimas bandas no underground, como Cascadura, Baranga, Cachorro Grande e bandas clássicas como a Patrulha do Espaço e Golpe de Estado, estavam na ativa. Mas já se passaram 20 anos, e tudo é um ciclo, eu acredito que haverá um novo ciclo nessa década, com bandas que estão surgindo e principalmente com um circuito de shows, espero que ocorra.

20) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado, etc)?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Sempre tem né, em 2005 estava fazendo um show com o Tomada, Baranga e Marcelo Watanabe, de repente subiu uma fumaça preta (o local era aberto) e um maluco correndo dizendo que os punks colocaram fogo no Fiat 147 dele, porque não queria pagar a entrada, a entrada custava 3 reais (risos).

21) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Eu trago alegrias com música, sou muito agradecido por poder fazer música com quem eu amo, estar bem com Os Estranhos, estar tocando também com banda Paulo Meyer e Burning Bush.

22) RM: Existe o Dom musical? Como você define o Dom musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Existe, é muito interessante a forma de ver cada um tocando, é difícil falar sobre Dom, mas observar o musico tocando, é uma aula.

23) RM: Qual é o seu conceito de Improvisação Musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Estar confortável com a melodia e esqueleto do som e principalmente ter uma conexão com quem você está tocando.

24) RM: Existe improvisação musical de fato, ou é algo estudado antes e aplicado depois?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Existe ensaio sim, mas dentro do ensaio existe uma liberdade de improviso também, rola muito com Os Estranhos, mas não é em toda música e em todo lugar, tem bandas que são extraordinárias nisso, Santana, Alman Brothers.

25) RM: Quais os prós e contras dos métodos sobre Improvisação musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Ela precisa fundamentalmente ter sintonia, entre os músicos, senão vira uma coisa solta, sem nexo.

26) RM: Quais os prós e contras dos métodos sobre o Estudo de Harmonia musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Você ter a liberdade e confiança para criação, e quando se faz música autoral, mas você quer testar e ir aumentando a capacidade de ampliar sua música.

27) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Elas tocam esporadicamente, em filmes, rádios e TVs, sempre rolou, mas essa pratica do jabá faz com que as músicas se repitam e virem sucesso para quem ouve.

28) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Acredite no que ama, seja persistente e viva os pequenos sucessos e aprende com os fracassos, fazem parte da história de qualquer artista.

29) RM: Festival de Música revela novos talentos?

Pepe Bueno & Os Estranhos: O Festival de Música revela para quem nunca ouviu, mas o artista se manter é que a grande chave da profissão.

30) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira?

Pepe Bueno & Os Estranhos: A cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira já esteve melhor, mas como toda mídia/área e profissão, o espaço para música ficou reduzido e nos assuntos em grupos já foram mais populares, e nas rodas de cerveja que eu vou sempre está rolando esse papo (risos).

31) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Adoro, é fundamental, todo o lugar que tem uma estrutura pronta, ajuda e muito o artista mostrar o seu trabalho de forma mais profissional possível.

32) RM: Quais os seus projetos futuros?

Pepe Bueno & Os Estranhos: Divulgar esse novo trabalho com Os Estranhos, adoro o álbum “Bagunça” e acredito muito nele. Estou colocando o show na praça, o lançamos no próximo dia 9 de julho de 2022 no Sesc Belenzinho, no dia 23 de julho tem mais um show no Sesc Belenzinho e provavelmente mais algumas datas irão pintar.

33) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Pepe Bueno & Os Estranhos: [email protected]

| https://www.instagram.com/buenopepe

| https://www.facebook.com/PepeBuenoRock

| https://www.youtube.com/channel/UCLiZvRh_W-zauJ6KQug3oUg

Pepe e Os Estranhos – Meu Baião Blues (Lyric Video): https://www.youtube.com/watch?v=AFyyM571pBE

Pepe Bueno -Tudo o Que eu Queria: https://www.youtube.com/watch?v=eeOj8IJt1WQ

Playlist de vídeo clipes: https://www.youtube.com/watch?v=_RRHv_8gog0&list=PLmcoIKeSnaU-THKVSEwUc66ze4_McSXyb

Assessoria de Imprensa Pepe Bueno & Os EstranhosGraciela Binaghi(11) 2659.6496 / 3289-6734 / 9.9174.4484 | [email protected]


Deixe um comentário

*

Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.
Notícias por WhatsApp