More Olnei Teixeira »"/>More Olnei Teixeira »" />
Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.

Olnei Teixeira


Nascido em Palmeiras das Missões, no interior do Rio Grande do Sul, em 1964, desde muito novo, Olnei Teixeira já apresentava o seu viés musical, a sua paixão por essa arte. Durante muito tempo cultivou o sonho da música, mas somente em 2018 entrou para o mercado oficialmente, com a chegada do EP – “Ali Reina a Confiança”.

Fiel ao conceito artístico da música tradicional gaúcha, Olnei mostrou neste trabalho de estreia a sua mensagem poética, que, em síntese, é sobre a natureza, o amor, o divino e os costumes gaúchos. Entre as quatro canções do EP, duas são mais reflexivas, e as demais dançantes. Dentre delas, o grande destaque foi “A Paz Deste Lugar”, música que, inclusive, foi regravada por Gabriel Schuck, um dos destaques do cenário regional. Depois, já com alguns ouvintes espalhados pelo país, Olnei lançou mais duas canções: “Singela” e “Flamboyante”.

Olnei Teixeira é um artista ímpar, o qual não cabe o comercial e que respira a verdadeira essência da música, aquela que é feito com a alma e o coração.

Segue abaixo entrevista exclusiva com Olnei Teixeira para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistado por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 19.01.2021: 

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Olnei Teixeira: Nasci em março de 1964 em Palmeira das Missões – RS.

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Olnei Teixeira: Já tive contato desde pequeno, meu pai Gaúcho Palmeira tocava, mas foi na adolescência que comecei a me desenvolver musicalmente.

03) RM: Qual sua formação musical e/ou acadêmica fora da área musical?

Olnei Teixeira: Técnico em Instrumento Musical pela ESEP – Escola Sinodal de Educação Profissional junto a Faculdades EST. Cursando: Academia do Violão Gaúcho com Marcelo Caminha (Manual do violão gaúcho).

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Olnei Teixeira: Influências musicais: Meu pai Gaúcho Palmeira, Teixeirinha, Irmãos Bertussi, Gildo de Freitas, Os Serranos, The Fevers, Tonico e Tinoco, Inezita Barroso, Sergio Reis, Daniel, Marcello Caminha, Wilson Paim, Alceu Valença, Renato Teixeira, Roberta Miranda. Acredito que na música ninguém deixa de ter importância, é um sentimento e sempre cabe buscar influências em todos os tempos.

05) RM: Quando, como e onde você começou sua carreira profissional?

Olnei Teixeira: Em 2018 com a finalização do curso, comecei a investir na carreira com o lançamento do clipe: “A paz deste lugar”.

06) RM: Quantos CDs lançados?

Olnei Teixeira: Em 2018 o EP – “Ali Reina a Confiança”, com canções onde busco fazer uma reflexão de respeito e amor a natureza. Depois em 2020 foi lançado o single “Singela” com o tema de como ter uma vida no campo e brindar com os benefícios junto a natureza. As músicas que entraram no gosto é “A paz deste lugar”, “Memoria”, “Lamentos”, “Singela”. E dezembro de 2021 teve o novo single, chamado “Flamboyant”.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

Olnei Teixeira: Estilo regional com uma conexão a natureza.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Olnei Teixeira: Sim.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Olnei Teixeira: É importante a técnica vocal, pois se aprende a usar correto a respiração e o diafragma, para não ocorrer lesões e perda da voz.

10) RM: Quais as cantoras (es) que você admira?

Olnei Teixeira: Elis Regina, Marisa Monte, Shana Muller, Roberta Miranda, José Cláudio Machado, Luiz Marenco, Wilson Paim, Daniel, Milton Nascimento, Tim Maia, Humberto Gessinger, Teixeirinha.

11) RM: Como é seu processo de compor?

Olnei Teixeira: Quando vou compor busco uma ideia começo a anotar e analisando como fica cantando uma melodia. As vezes faço o refrão depois completo a letra. Varia de acordo como o estado de espírito.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição? 

Olnei Teixeira: A maioria das composições é sozinho, o meu filho Jonas tem participação e tenho composição com a parceria do escritor, poeta e compositor Paulo Vargas.

13) RM: Quem já gravou as suas músicas?

Olnei Teixeira: Meu pai Gaúcho Palmeira, Grupo Maneadores, Gabriel Schuck.

14) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Olnei Teixeira: Ser polivalente e fazer várias funções, compor, filmar e editar, cuidar da agenda, estudar e praticar. Mas é muito bom e gratificante depois do trabalho realizado.

15) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Olnei Teixeira: Lançar músicas em 2022, aprender sobre o marketing digital, tocar mais e buscar parcerias para trabalhar.

16) RM: Quais as ações empreendedoras que você prática para desenvolver a sua carreira?

Olnei Teixeira: Organizar e planejar as atividades ao gravar e fazer o lançamento nas streaming e divulgar o trabalho.

17) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Olnei Teixeira: A internet facilitou para divulgar o trabalho, estando presente em muitos lugares, é só disponibilizar as músicas e canções nas ferramentas disponíveis que qualquer pessoa tem o acesso para ouvir.

18) RM: Quais as vantagens e desvantagens do fácil acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

Olnei Teixeira: Muito bom, poder estar fazendo suas produções em casa, o custo menor, claro que assim aumenta o número de concorrentes.

19) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Olnei Teixeira: Foco no trabalho e sempre manter o planejado, não ficar mudando e acreditar com fé em Deus que se é para mim vai ser! E compor canções que falam da natureza, de paz e amor.

20) RM: Como você analisa o cenário da Música Gaúcha. Em sua opinião quem foram às revelações musicais nas duas últimas décadas e quem permaneceu com obras consistentes e quem regrediu? 

Olnei Teixeira: A música gaúcha sempre buscando a relação entre a natureza, melodias que retrata o modo de vida, o cotidiano e a cultura popular folclórica do Sul do Brasil. Na minha opinião revelações é Teixeirinha, Os irmãos Bertussi, Elis Regina, João Luiz Corrêa, Baitaca, Berenice Azambuja, Marcello Caminha, Wilson Paim e outros que surgem e falo também de J. Sotilli que em meio a pandemia do Covid-19 lançou em 2021 várias músicas. É gente nova chegando no cenário da música gaúcha.

21) RM: Qual ou quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Olnei Teixeira: Marcello Caminha, Cesar Oliveira e Rogério Melo, Daniel.

22) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para o show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado, etc)?

Olnei Teixeira: O interessante foi no começo, toquei e o cachê era o almoço, mas o importante é mostrar o trabalho. Também quando preparei uma pasta para apresentar ao ar livre e veio o vento e virou todas as páginas. Outra quando estávamos tocando veio um senhor da festa e mexeu no som desligando-o.

23) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Olnei Teixeira: Triste talvez por ainda não viver só da música, mas a felicidade supera por ter a oportunidade de compor, cantar e gravar as minhas canções para o público e receber deles o feedback, é uma alegria.

24) RM: Existe o Dom musical? Como você define o Dom musical?

Olnei Teixeira: Na minha opinião não existe o Dom musical, existe pessoas com mais facilidade por ter mais foco, em atingir o seu objetivo que pode ser em qualquer área.

25) RM: Qual é o seu conceito de Improvisação Musical?

Olnei Teixeira: O meu conceito de improvisação musical é ter a habilidade simultânea de aplicar o conhecimento.

26) RM: Existe improvisação musical de fato, ou é algo estudado antes e aplicado depois?

Olnei Teixeira: Existe a improvisação onde é aplicado a habilidade do músico com o estudo das harmonias e ritmos, inventar na hora que está tocando.

27) RM: Quais os prós e contras dos métodos sobre Improvisação musical?

Olnei Teixeira: A grande questão é saber onde e como usar a improvisação. Por exemplo, na música popular ou ainda na erudita exige esforço e estudo.

28) RM: Quais os prós e contras dos métodos sobre o Estudo de Harmonia musical?

Olnei Teixeira: Estudar harmonia é buscar conhecimento, o conjunto de regras que regem a música, para usar na composição e improvisação.

29) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Olnei Teixeira: É difícil falar a respeito, mas acredito que se tem investimento ajuda, mas hoje as redes sociais são uma ótima ferramenta para chegar ao público.

30) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Olnei Teixeira: Vá em frente e siga seu sonho, estude muito, confira dicas de quem já está no mercado, ficar atento a todos detalhes, mesmo que surjam obstáculos não desista.

31) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

Olnei Teixeira: Nos festivais de música é onde podemos mostrar a nossa arte ao público.

32) RM: Hoje os Festivais de Música revelam novos talentos?

Olnei Teixeira: Sim.

33) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira?

Olnei Teixeira: Eu acredito que é mais em função do que está em evidência comercial.

34) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

Olnei Teixeira: Muito bom, é uma forma de músicos tocar em frente seus projetos.

35) RM: O circuito de Bar na cidade que você mora ainda é uma boa opção de trabalho para os músicos?

Olnei Teixeira: Sim, há muitos músicos que trabalham nesses bares.

36) RM: Quais os seus projetos futuros?

Olnei Teixeira: Preparação de mais single, ou um álbum para 2022. Com a pandemia do Covid-19 houve uma retração nos eventos, agora com a retomada vamos buscar mais trabalho.

37) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Olnei Teixeira: (51) 99876 – 3956 | https://www.instagram.com/olneiteixeira 

| https://web.facebook.com/olnei.teixeira.37  

Canal: https://www.youtube.com/channel/UCX9LH7WViJZTmS8TCNGqE_w 

Singela – Olnei Teixeira: https://www.youtube.com/watch?v=qqiWFKDOp6c 

A paz deste lugar – Olnei Teixeira: https://www.youtube.com/watch?v=cKYV5ViPjo8 

Playlist: https://www.youtube.com/watch?v=7HNTVQ20rwg&list=PL89ksGOzpJ9H7PLfbxcRFjp635FytNXsJ 

Playlist: https://www.youtube.com/watch?v=M1hRHnR_3aI&list=PL89ksGOzpJ9GGESP6gojamaObfaA7BHsn&index=1


Comments · 1

  1. Muito bacana a reportagem, Olnei teixeira um grande musico, poeta, escritor e um grande amigo….forte abraço

Deixe um comentário para Anderson Moreira Bandasz Cancelar resposta

*

Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.
Notícias por WhatsApp