Luciano Junior

Luciano Junior

O cantor, compositor paulista Luciano Junior, é músico autodidata, trabalhando a mais de 20 anos na música. O primeiro instrumento que se interessou em tocar foi bateria.

Tocou bateria acompanhando várias duplas e bandas da região de Bragança Paulista, interior de São Paulo, durante mais de 10 anos, dupla Tony e Fábio, Marques e Allan, Banda Expresso Sertanejo, entre outras. Com o passar do tempo começou a tocar violão e a se interessar em cantar. Apesar de sempre tocar em bandas sertanejas, seu gosto musical sempre foi o Rock Nacional e MPB.

Com o tempo começou também a ter o interesse em cantar, fez em 2009 parceria com minha irmã, montando a dupla LUCIANO e LICIANE, apesar de ter nome de dupla Sertaneja, nós cantávamos de tudo, Rock nacional, MPB, sertanejo Universitário. Mas ainda assim seu estilo favorito era o Rock nacional. Após cinco anos de dupla, a sua irmã resolveu parar, pois o outro trabalho dela em uma empresa já não deixava tempo disponível para continuar a cantar e fazer shows.

A partir daí de 2016, iniciou sua carreira solo Luciano Junior tocando Rock nacional e MPB. Nessa nova etapa se dedicou a tocar e focar nesse estilo que sempre gostou. Em julho de 2021 completou cinco anos de carreira solo.

Em 2021 com muita alegria, lançou seu primeiro álbum com 12 músicas inéditas de sua autoria, voltadas ao Rock Nacional. Hoje ele vendo sua trajetória na música, e depois de tantas coisas que já viveu dentro do mercado musical, tem pela música um grande amor e respeito, e sempre fazendo tudo com muito carinho e com verdade.

Segue abaixo entrevista exclusiva com Luciano Junior para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistado por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 29.07.2021:

Índice

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Luciano Junior: Nasci no dia 29.07.1981 em Bragança Paulista – SP. Registrado como Luciano Gomes Junior.

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Luciano Junior: Meu primeiro contato com a música foi na casa dos meus avós, eu tinha uns 6 anos de idade e já participava das Rodas de Viola que meus tios Amadeu e Antônio faziam na casa do meu avô. Eu me lembro o quanto eu me alegrava ao ouvir o som dos instrumentos e as vozes. Todos cantando e tocando com aquela alegria, isso me marcou bastante. Com 7 anos de idade meus tios Amadeu e Antônio já tentavam me ensinar os primeiros acordes no violão. Apesar de alguns anos depois eu me interessaria por aprender a tocar bateria. Mas nunca me esqueço daquelas noites e finais de semana de muita música e alegria na casa dos meus avós Benedito e Dona Ana.

03)RM: Qual sua formação musical e/ou acadêmica fora da área musical?

Luciano Junior: Nunca fiz curso de instrumentos ou de técnica vocal. Sempre aprendi ouvindo e olhando tocarem ou cantarem.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Luciano Junior: No passado minhas influências era das músicas Sertaneja, pois o meu primeiro contato com a música foi ouvindo os meus tios Amadeu e Antônio tocando moda de Viola na casa dos meus avós. E com o passar dos anos, fiquei apaixonado pelo Rock Nacional e é nesse estilo musical que me identifiquei, e é nele que sigo levando minhas músicas autorais.

05) RM: Quando, como e onde você começou sua carreira musical?

Luciano Junior: Comecei em 1996 aos 15 anos de idade, como baterista de uma dupla Sertaneja (Marques e Allan) de Bragança Paulista – SP. Toquei por mais de 12 anos nessa banda Expresso Sertanejo. Foi uma grande escola para mim. Aprendi como me portar no palco, aprendi a necessidade de ser pontual, aprendi muito observando o cantor Allan Diniz, pois ele realmente sabia e sabe como se comunicar com o público, em trazer o público para ele. Isso me fez aprender e muito, coisas que usaria no decorrer da minha caminhada quando resolvi fazer em 2009 uma dupla com minha irmã, dupla Luciano e Liciane, e começar a cantar e tocar violão. Pois aprendi e muito na estrada, e quando comecei a dedicar a tocar violão e cantar vi que tudo que havia passado na época com a banda Expresso Sertanejo serviu como um grande aprendizado para minha vida. Junto com minha irmã, nós tocávamos de tudo, Rock Nacional, MPB, e também Sertanejo Universitário. Mas desde sempre eu sempre gostei mais do Rock Nacional, isso sempre me fez mais feliz. E depois de mais de 6 anos cantando com minha irmã decidimos encerrar a dupla no início de 2016, pois minha irmã se casou e estava trabalhando e uma empresa com horários muito puxados. Fiquei abatido e muito triste com o término da dupla. Porém não queria de maneira alguma abandonar a música, ela já havia me pegado de jeito e eu já sabia que jamais iria conseguir me livrar dela; E que bom que a música nunca saiu de mim! Com muita força de vontade e muita garra resolvi enfrentar a estrada sozinho, em 29 de julho de 2016 dei início ao meu trabalho solo cantando Rock Nacional e MPB. Esse ano de 2021 em julho fazem cinco anos que estou nessa caminhada Solo. Trabalho nos bares, restaurantes e casas de eventos de Bragança Paulista e região. Faço meu show Voz e Violão, e também faço com a minha banda em alguns eventos com o repertório voltado ao Rock Nacional.

06) RM: Quantos CDs lançados?

Luciano Junior: No dia 30 de janeiro de 2021 lancei meu primeiro álbum, já está todas as plataformas digitais. Comecei 2021 com muitas boas energias e com muita esperança, é um sonho se tornando realidade. Sempre cantei música de outros artistas, nem sabia que eu era capaz de compor. Em 2019 fiz minha primeira música: “Razão pouco importa”. Essa música caiu no gosto da galera, e a partir daí comecei a conhecer meu lado compositor e para minha grande alegria consegui compor 12 músicas para meu primeiro álbum.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

Luciano Junior: Pop Rock Nacional e MPB.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Luciano Junior: Nunca fiz nenhum curso de música.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Luciano Junior: Realmente é muito importante, mesmo eu não tendo feito nenhum curso, mas aprendi a ter alguns cuidados básicos com minha Voz.

10) RM: Quais as cantoras (es) que você admira?

Luciano Junior: Humberto Gersenger, Nando Reis, Frejat, Pity , Cássia Eller, Cazuza , Renato Russo, Hebert Vianna, Zé Ramalho, Rodrigo Suricato, Paulo Micros, Zélia Duncan

11) RM: Como é seu processo de compor?

Luciano Junior: Geralmente componho em casa, de preferência estando sozinho, sempre no sofá da sala, com a TV ligada mais em silêncio (no mudo), e com meu violão no colo. Em 2019 fiz minha primeira música: “Razão pouco importa” que música caiu no gosto da galera, e a partir daí comecei a conhecer meu lado compositor. Mas foi durante a pandemia do Covid-19 que me dediquei a escrever minhas músicas, e para minha grande alegria consegui compor 12 músicas para meu primeiro álbum.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

Luciano Junior: Todas as canções até no momento fiz sozinho, por enquanto não cheguei a fazer nenhuma parceria, mas seria muito interessante de poder ter essa experiência algum dia.

13) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Luciano Junior: O lado positivo de desenvolver uma carreira musical de forma independente é ter autonomia de decidir o rumo que você quer tomar, o estilo que você quer expor, a liberdade de escolher o repertório e as formas de mostrar quem você é de verdade sem máscaras. O lado negativo é por muitas vezes se deparar com essa situação de não ter pessoas para ajudar a fortalecer a cena dos artistas independentes. Pois mesmo sendo independentes se não tivermos quem apoie essa causa fica muito difícil.

14) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Luciano Junior: Hoje estou muito focado no meu primeiro álbum. Estou trabalhando na divulgação desse trabalho, e muito feliz de ter conseguido transformar esse sonho em realidade. E dentro desse trabalho de divulgação do álbum, tem muitas coisas que envolvem esse projeto. Principalmente o show de lançamento desse trabalho Autoral.

15) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira?

Luciano Junior: Uso as ferramentas que as plataformas digitais nos oferecem, Facebook, Instagram, e todos os meios possíveis para levar minhas músicas para o público.

16) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Luciano Junior: Só vejo coisas boas com o uso da internet, ainda mais para nós que somos independentes, a internet nos ajuda e muito.

17) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

Luciano Junior: Eu não tenho Home estúdio, então não vou saber mostrar as diferenças, mas acredito que com toda essa tecnologia avançada e tantas ferramentas que estão fáceis a mão, isso ajuda e muito para os artistas independentes.

18) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Luciano Junior: Eu ainda tenho em minha mente aquela frase que minha avó sempre me dizia, e que é mais que conhecida, o Sol nasce para todos. Mas nessa questão da música, eu vejo que cada um tem seu estilo, e ninguém é igual a ninguém, e é realmente essas diferenças que faz o público escolher o que ele vai querer absorver. No caso da música, eu entendo que as músicas que eu componho e gravo, depois que eu começo a mostrar essas canções já vão seguindo cada uma a sua própria trajetória. Minhas músicas são como crias, você cuida, da tudo que tem de melhor para cada uma. Ela fica pronta e vai seguir cada uma o seu caminho e ninguém, absolutamente ninguém sabe qual vai ser a trajetória exata de cada uma delas. O que eu faço para me diferenciar, é fazer sempre música com muito amor, pois tudo que é feito com amor, mais cedo ou mais tarde, vai ter sim um lugar ao Sol.

19) RM: Como você analisa o cenário do Rock brasileiro. Em sua opinião quais foram as revelações musicais nas últimas décadas e quais permaneceram com obras consistentes e quais regrediram?

Luciano Junior: A verdadeira Cena do Rock Nacional, nunca vai deixar de ter todo respeito e notoriedade. Eu vejo que nos dias atuais infelizmente, não temos a mesma intensidade. Mas ainda acredito que já está chegando o momento de o Rock brasileiro retomar seu lugar. Eu sou suspeito para falar pois sou apaixonado pelo Rock Nacional. E sobre as grandes bandas do nosso Rock, eu vejo que todas que fizeram muito sucesso dos anos 80 ainda se mantem por tudo que já fizeram. Mas a banda “Capital Inicial”, é uma das poucas que sempre estão lançando novidades e mantendo e se renovando.

20) RM: Quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Luciano Junior: Roberto Frejat.

21) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado etc)?

Luciano Junior: Engraçado em falar, pois tudo que você citou na pergunta já aconteceu comigo (risos). Uma vez, me chamaram para cantar em uma quermesse de Igreja, em Bragança Paulista – SP, mas me falaram que teria som montado e preparado para a fazer com minha banda. Quando chegamos só tinha uma caixa ativa, de 150 watts RMS e ainda rachando, e só um microfone. Aí foi muito difícil, demos um jeito, claro, pois a causa era nobre. E tivemos que sair a procurar quem tinha pelo menos mais duas caixas ativas e uma mesa de som para fazermos o nosso trabalho. Enfim, coisas que realmente acontecem, e que na hora ficamos muito nervosos, mas depois agora relembrando vejo que mesmo diante desses grandes problemas, nunca deixamos de fazer o nosso melhor, usando o que tínhamos a disposição. Essa as outras coisas que já passei, só serviram para me dar a certeza que eu amo muito tudo isso.

22) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Luciano Junior: Eu sou um cantor, que não me importo quantas pessoas estão assistindo meu show, e isso falo de coração, pode ser dez mil, 100 mil pessoas ou uma pessoa, sempre no final de cada apresentação se tiver uma pessoa que vem a mim e diz que realmente gostou do meu show de verdade esse é a minha maior alegria. E o que me deixa mais triste nessa caminhada são as pessoas que não valorizam o nosso trabalho.

23) RM: Existe o Dom musical? Como você define o Dom musical?

Luciano Junior: O dom musical existe, eu defino como dom quando a pessoa demonstra o grande amor que ela tem naquilo que ela faz.

24) RM: Qual é o seu conceito de Improvisação Musical?

Luciano Junior: Eu vejo a improvisação com a visão da experiência. Essa é a melhor forma de se entender a questão da improvisação, é a experiência musical.

25) RM: Existe improvisação musical de fato, ou é algo estudado antes e aplicado depois?

Luciano Junior: Na verdade não é algo estudado, e sim, vivenciado, a improvisação está ligada a experiência e vivência musical.

26) RM: Quais os prós e contras dos métodos sobre Improvisação musical?

Luciano Junior: Os métodos são bons, mas eu acredito que a estrada é o melhor método para a improvisação. Eu sou muito fã do músico raiz, aquele que rala muito, mas aprende a improvisar na estrada. Essa uma lição que realmente nunca se esquece.

27) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Luciano Junior: Nos dias de hoje, são raras as rádios que fazem algo sem cobrar o jabá. Infelizmente essa prática tomou conta desse segmento, mas ainda assim existem algumas poucas rádios e principalmente as rádios web, ajudam e muito os artistas independentes.

28) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Luciano Junior: Eu perguntaria para pessoa, você tem amor pela música? Você sente esse sentimento dentro de você, que te impulsiona, te faz querer realmente estar envolvido com a música? Se a pessoa responder que sim, então nem preciso dizer nada, é só ela seguir em frente estará no caminho certo. E não importa que ela passe por momentos difíceis, ela nunca vai abandonar a música, pois está verdadeiramente dentro do coração dela, assim como está no meu.

29) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

Luciano Junior: Eu vejo só lado positivo em Festival de Música, pois tudo que abre espaço para mostrar a nossa arte é maravilhoso. Que sempre tenham muitos e muitos festivais. Eu participei do primeiro Festival Nacional da MPB em Bragança Paulista, e foi uma grande experiência, pois conheci muitos músicos e cantores e puder mostrar minha música.

30) RM: Hoje os Festivais de Música revelam novos talentos?

Luciano Junior: Para revelar não. Mas vejo que serve para que possamos adquirir experiência, e poder mostrar nossas músicas autorais. Mas revelar artistas, acho que não tem toda essa força hoje. Se formos comparar com os grandes Festivais que tínhamos nos anos 60, 70, 80, esses revelavam novos grandes artistas.

31) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira?

Luciano Junior: Já faz tempo que a grande mídia não faz muito pela nossa música brasileira, eu vejo sempre os mesmos artistas, mas isso se dá ao velho problema do pagamento do jabá. Se o artista tiver grana, ele tem visibilidade, mas do contrário, é muito difícil.

32) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

Luciano Junior: Aqui Bragança Paulista, não ouvimos falar muito desses espaços.

33) RM: O circuito de Bar na cidade que você mora ainda é uma boa opção de trabalho para os músicos?

Luciano Junior: Na verdade é uma das poucas opções para os músicos. Aqui em Bragança Paulista, interior de São Paulo, é muito difícil pois não temos tantos Bares com som ao vivo. Mas realmente os que tem são as únicas opções de trabalho para nós.

34) RM: Quais os seus projetos futuros?

Luciano Junior: Dar andamento no lançamento do meu álbum – “Seres de outro mundo”. E já trabalhar para que possa sempre criar mais músicas.

35) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Luciano Junior: (11) 99647 – 3546 | [email protected]

| https://web.facebook.com/Oficial.lucianojunior

| https://www.instagram.com/lucianojunior30

Canal: https://www.youtube.com/channel/UCGJk7p_4–3Nu-Of_rzK4LQ

SERES DE OUTRO MUNDO – LUCIANO JUNIOR: https://www.youtube.com/watch?v=hC51xau4OjI


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tagged

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor responsável pela revista digital RitmoMelodia desde 2001, jornalista, músico, poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, propaga a diversidade musical brasileira através de entrevistas e artigos. Jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba - UEPB (1996 a 2000) que lançou um livro de poesia em 1998 e seus poemas ganharam melodias gravadas em três álbuns concluindo a trilogia "reggae baseado em poesia" no seu projeto musical Reggaebelde. Unindo a sensibilidade do poeta, músico com o senso crítico do jornalista e pesquisador musical colocado em prática em uma revista que Canta o Brasil.