More Grupo Verbo de Malandro »"/>More Grupo Verbo de Malandro »" />
Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.

Grupo Verbo de Malandro


O grupo Verbo de Malandro (Madrugada e Rapper Baiano MC) foi formado em 1998 em Salvador – BA, um dos pioneiros do Hip Hop baiano.

Em 1995, o rapper Baiano MC era B-Boy (break-boys) e em 1998 começou a rimar, formando o grupo Verbo de Malandro em 2003 e gravaram o primeiro álbum – “A momentos na vida que um malandro sente medo”.

Em 2007, lançaram o segundo álbum: “Salvador capital da vergonha”. Em final de 2021 lançaram o terceiro álbum: “Verbo de malandro a voz da periferia”. Em 29 de maio de 2022 lançarão o quarto álbum: “Ser rapper na Bahia?”. 

Segue abaixo entrevista exclusiva com Rapper Baiano MC do grupo Verbo de Malandro para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistado por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 25.04.2022:

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Nasci no dia 15 de outubro de 1976 em Salvador – BA. Registrado como Luciano Oliveira dos santos. Madrugada MC (Jadson Sousa dos Santos), nasceu no dia 19 de maio de 1980 em Salvador – BA.

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Meu primeiro contato com a música, eu tinha 10 anos de idade e morava na periferia Boca do Rio e tinha muitas discotecas. Eu ouvia música black e também bloco afro que tinha no bairro. Essa foi minha primeira influência.

03) RM: Qual a sua formação musical e/ou acadêmica fora da área musical?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Não tenho formação acadêmica musical, sou o que digo em uma das minhas músicas: Diplomado MC (risos). Descobrir esse dom.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Como sou de Salvador – BA, escutei muito axé music, não existe mais música black, blocos afro e depois veio o swing e a levada.

05) RM: Quando, como e onde você começou a sua carreira musical? 

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Eu era B-Boy (break-boys) no movimento hip Hop baiano e tinha uma gang de break que dançava nas matinês dançantes e apresentação na rua. O meu contato com o RAP, eu escutava, mas não conhecia pela carência de informação sobre os rappers gringos: DR.DRI, TUPAC, SNOPP DOG, etc. Um dia eu estava em casa ouvindo a rádio Sociedade tocou “Vamos passear do parque” dos Racionais MCs e fiquei louco quando escutei e comecei a escrever minhas rimas.

06) RM: Quantos CDs lançados?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: No dia 29 de maio 2022 será lançado o quarto álbum – “Ser rapper na Bahia? ”. Em 2003, o primeiro álbum – “A momentos na vida que um malandro sente medo”. Em 2007, o segundo álbum: “Salvador capital da vergonha”. Em final de 2021, o terceiro álbum: “Verbo de malandro a voz da periferia”.

07) RM: Como você define seu estilo musical dentro do RAP?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Minhas letras são contundentes, fortes, consciente e já tive a fama de gangster.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Tive só uma aula de técnica vocal.

09) RM: Quais as cantoras (es) que você admira?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Racionais MCs, 509 – E, RZO, Thaíde e DJ Hum, Cirurgia Moral, Câmbio Negro, GOG, MV Bill, Tribo da Periferia, ect, esses são da minha época e aprendi muito também os escutando.

10) RM: Como é o seu processo de compor?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Quando não vem uma ideia na cabeça, eu estudo um assunto dentro da nossa realidade e começo a inscrever. Estou sempre com ideias para inscrever uma nova música.

11) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Meu parceiro musical é o poeta Madrugada que me acompanha a mais de 20 anos no cenário HIP HOP baiano.

12) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Os contra é que não temos muito recursos financeiros para investir. Os prós é que fazemos arte por amor mesmo sabendo que não vai rolar uma grana fazendo o que gostamos. No caminhar da vida na periferia muitos se perderam e até hoje não acharam seu caminho de volta. O sistema ludibria quando não mata. O foco é resistência.

13) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Nossa estratégia é o uso das redes sociais; que na época que começamos a carreira não existia. Estamos sempre planejando algo novo fazendo o diferencial com humildade.

14) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Trabalho em dois lugares para ter uma renda extra, sou bombeiro civil e consultor de qualidade de vida. O poeta da Madrugada da mesma forma trabalha instalando ar-condicionado e faz conserto de celular.

15) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: A internet ajuda na divulgação e o que prejudica são as fakes news de muitos chegaram agora no cenário do RAP e já tem uma história só contada por redes sociais. Se as mídias sociais fizessem o trabalho com a mesma seriedade que a revista eletrônica RitmoMelodia teríamos mais verdade no cenário RAP através das entrevistas que a revista faz sem cobrar o jabá em contrapartida.

16) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: A vantagem do home estúdio é que acabou com a dependência do artista com as gravadoras capitalista. A desvantagem são as plataformas digitais que roubar o artista, ele ganha só 12% de todo trabalho que fez e o que foi investido. 

17) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: No passado não existiam os recursos de hoje que basta apertar o play para ser escutado no Japão. Eu sigo o ritmo da tecnologia para não está tão atrasado e para me diferenciar busco a essência, a raiz, o linguajar. Tudo que pertence a um povo e que não deve morrer, cultura, etnia, por aí.

18) RM: Como você analisa o cenário do RAP brasileiro. Em sua opinião quais foram as revelações musicais nas últimas décadas? Quais artistas permaneceram com obras consistentes e quais regrediram?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: O RAP no Brasil foi uma paulada no sistema nos anos 90. Hoje está mais suave, antes tínhamos revolta no olhar. O radicalismo não acabou, mas tiveram grupos que deixaram de ser originais e passaram a ser TRAP. Nada contra, TRAP é RAP, eu ainda vejo na cena os Racionais MCs, GOG, Face da Morte, Câmbio Negro, MV Bill, 509-E, Dexter, Helião, Sandrão, Rei Servo, DJ Jamaica, Tribo da Periferia, Sistema Negro, Conexão do Morro, Ndee Naldinho. Banca, ainda é resistência e Verbo de Malandro é claro (risos).

19) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Fico feliz, pois ainda existe o RAP da velha escola. E fico triste, pois alguns morreram no auge da carreira e outros deixaram a cenário RAP por alguns motivos de força maior.

20) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: É um monopólio que já está acabando, pois, as rádios independentes, estão crescendo e dando chance, mas poucos são verdadeiros e todo homem tem um preço. O país do jeitinho brasileiro e da prostituição musical. Tem muita gente na música que paga caro para ter seu rostinho bonito estampado na grande mídia.

21) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Não desistir se for da favela, pois, vai ser mais difícil e o muro vai ser mais alto, as críticas vão ser mais pesada, pois não vai ser mais um rostinho bonito e filho de famoso com contrato vitalício com a grande mídia. Se Michael Jordan tivesse ouvido o seu professor de basquete, ele não se tornaria um astro mundialmente conhecido.

22) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Pelo pouco conhecimento sobre Festival de Música, existe carta marcada, tem dez para fazer a prova, mas três já estão aprovados. Festival envolve dinheiro e apadrinhamento.

23) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira? 

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Não é cobertura da cena musical, mas um cobertor que só cobre quem investe alto (paga o jabá). Muitos músicos talentosos ficam para trás não pela incapacidade, mas pela falta de oportunidade. É uma máfia, dos programas, patrocínios; É Brasil…

24) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI, Itaú, Banco do Brasil e CAIXA Cultural para cena musical?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Não tenho muito conhecimento desses eventos nesses espaços, mas se tiver oportunidades a novos talentos está valendo.

25) RM: O circuito de Bar na sua cidade é uma boa opção de trabalho para os músicos?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Sim, inclusive todo domingo eu canto no projeto SOM NA RUA, que é em um Bar na praça do Campo Grande em Salvador – BA. Eu também tinha o Bar do RAP que era uma opção em 2004. Tem muitos bares em Salvador com som alternativo.

26) RM: Quais os seus projetos futuros?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: Dia 29 de maio de 2022 estamos lançando o quarto álbum “Ser rapper na Bahia? Com preparação para vídeo clipes e já revendo o próximo álbum.

27) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Grupo Verbo de Malandro – Rapper Baiano MC: [email protected]

| https://web.facebook.com/profile.php?id=100078021270

| https://www.instagram.com/verbodemalandro  

| https://www.instagram.com/rapper_baiano_mc

Canal: https://www.youtube.com/channel/UCdnFCV5Erpql66gStckF2Zg

QUANTO MAIS O SISTEMA PIORA PARA O CRIME É MELHOR: https://www.youtube.com/watch?v=5xilby83y98

Canal: https://www.youtube.com/channel/UChnINbo04nceYUkP70V5VmA

https://sites.google.com/view/verbo-de-malandro/p%C3%A1gina-inicial

https://www.instagram.com/tv/CcGVLuUFhWu/?utm_source=ig_web_copy_link


Comments · 11

  1. Os cara tem atitude e isso que precisamos para mudar o jeito que a música está hoje em dia, porque vemos letras sem conteúdo construtivo ganhando espaço.

  2. Muito boa iniciativa de intrevistar grupos e artistas que ainda não são famosos dando voz e vez para que todos que nao conhecem possa conhecer

Deixe um comentário para Sérgio Rodrigo Ribeiro Cancelar resposta

*

Uma Revista criada em 2001
pelo jornalista, músico e poeta paraibano
Antonio Carlos da Fonseca Barbosa.
Notícias por WhatsApp