Ana Azevedo

Ana Azevedo

A cantora, compositora, violonista e violeira mineira Ana Azevedo estudo música, mas ainda não trabalha profissionalmente na área musical.

Ana Azevedo faz shows acompanhando o seu pai Téo Azevedo, como uma participação especial. Toca Viola e Violão. No seu repertório tem músicas no gênero MPB, forró tradicional e sertanejo raiz. São os ritmos que ela mais se identifica. Hoje com 18 anos de idade não pensa em ter a música como uma profissão, mas se a vida a levar para a música, ela segue e sente prazer cantando e tocando.

Ana Azevedo é foliã no Terno de Folia de Reis de São José de Alto Belo, e a única mulher da folia. Todos os anos, ela folia do dia 24 pra 25 de dezembro, até o dia 6 de janeiro (dia de reis). Além da música, ela é Jiujiteira e também uma adolescente atual, estudante no ensino médio, e me preparando para a vida.

Segue abaixo entrevista exclusiva com Ana Azevedo para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistada por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 25.05.2020:

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Ana Azevedo: Nasci no dia 19.02.2002 em Alto Belo distrito de Bocaiúva, norte de Minas Gerais. Moro atualmente em Bocaiúva e fui registrada como Ana Cláudia Ferreira de Azevedo.

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Ana Azevedo: Já nasci tendo contato com a música, desde muito pequena.

03) RM: Qual a sua formação musical e\ou acadêmica fora da área musical?

Ana Azevedo: Estudo música no conservatório de Bocaiúva-MG, mas ainda não me formei. Ainda estudo e estou no 3° ano do segundo grau.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Ana Azevedo: Meu pai Téo Azevedo. Sempre foi e sempre será a minha maior influência musical. Hoje em dia tenho muita admiração por mulheres violeiras, como Adriana Farias e Bruna Viola. Nenhum deixou de ter importância.

05) RM: Quando, como e onde você começou a sua carreira profissional?

Ana Azevedo: Ainda não é uma carreira profissional, mas comecei fazendo participações especiais nos shows de papai (Téo Azevedo).

06) RM: Quantos CDs lançados?

Ana Azevedo: Por enquanto nenhum, mas já sairá.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

Ana Azevedo: Sertanejo Raiz.

08) RM: Você estudou técnica vocal?

Ana Azevedo: Não.

09) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Ana Azevedo: Acho muito importante, pois não adianta só uma bela voz se ela não será saudável daqui alguns anos. Apesar de ajudar muito a alcançar tons que nos parecem impossíveis, e ajudar a cantar maravilhosamente.

10) RM: Quais as cantoras(es) que você admira?

Ana Azevedo: Téo Azevedo, Tião Carreiro.

11) RM: Como é o seu processo de compor?

Ana Azevedo: Apesar de gostar mais do sertanejo raiz, minhas composições sempre vão para o MPB.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição? 

Ana Azevedo: Meu pai Téo Azevedo.

13) RM: Quem já gravou as suas músicas?

Ana Azevedo: Ninguém por enquanto.

14) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Ana Azevedo:  Nunca teve alguém contra. Sempre tive o apoio de toda minha família e amigos.

Índice

15) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Ana Azevedo: Não quero fama, pretendo levar a música como um hobby, meu sonho mesmo é estudar moda, mas a vida tem me levado pro mundo da música cada vez mais.

16) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira?

Ana Azevedo: Nenhuma até o momento.

17) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Ana Azevedo: Só ajuda. Expande cada vez mais meu começo na música.

18) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia de gravação (home estúdio)?

Ana Azevedo: Ainda não tenho contato com esses procedimentos.

19) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Ana Azevedo: Ainda não gravei um disco, então não tenho esse tipo de dificuldade.

20) RM: Quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Ana Azevedo: Tião Carreiro e Zé Coco do Riachão

21) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Ana Azevedo: Minha felicidade é poder cantar e receber elogios. E minha tristeza é o pouco valor que muitos dão a música caipira.

22) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Ana: Sim.

23) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Ana: Vá em frente, é um dom de Deus entrar no mundo da música.

24) RM: Quais os prós e contras do Festival de Música?

Ana: Nenhum contra e Festival de Música é tudo a favor.

25) RM: Hoje o Festival de Música revela novos talentos?

Ana: Sim. Sempre revela muitos talentos.

26) RM: Como você analisa a cobertura feita pela mídia da cena musical brasileira?

Ana: Apesar de a música caipira não ter muito reconhecimento pela grande mídia, a mídia ajuda a música brasileira.

27) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI, Itaú, Banco do Brasil e CAIXA Cultural para cena musical?

Ana: Um engate e resgate para muitos artistas. Algo super relevante. 

28) RM: O circuito de Bar na sua cidade é uma boa opção de trabalho para os músicos?

Ana: Sim. Aqui em Bocaiúva – MG, o público sabe admirar uma boa música ao vivo nos Barzinhos.

29) RM: Qual seu contato pessoal e profissional com Téo Azevedo?

Ana: Sempre digo que é como se tivesse dois pais. Um pai coruja, que me ama assim como o amo, que me dá broncas e se preocupa com meu futuro, e o pai músico, que me ajuda a me desenvolver na música de todas as formas.

30) RM: Qual seu contato pessoal e profissional com Rodrigo Azevedo?

Ana: Rodrigo Azevedo é um primo que todos sonham. A meu ver, um mestre da Viola. Sempre que estamos em Alto Belo – MG, tocamos Viola e Violão. Ele sempre me acompanha nos shows tocando Viola.

31) RM: Quais os seus projetos futuros?

Ana: Lançar um CD, e um livro de poesias de minha autoria.

32) RM: Ana Azevedo, Quais seus contatos para show e para os fãs? 

Ana: [email protected]

 | Para show (38) 9.9990 – 9399 e Téo Azevedo: (38) 9.9999 – 9109 

| https://www.instagram.com/mona_catu?r=nametag

Link: Coisas do Sertão – Téo Azevedo interpretada por Ana Azevedo e Malu: 

 

0 0 voto
Article Rating

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor responsável pela revista digital RitmoMelodia desde 2001, jornalista, músico, poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, propaga a diversidade musical brasileira através de entrevistas e artigos. Jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba - UEPB (1996 a 2000) que lançou um livro de poesia em 1998 e seus poemas ganharam melodias gravadas em três álbuns concluindo a trilogia "reggae baseado em poesia" no seu projeto musical Reggaebelde. Unindo a sensibilidade do poeta, músico com o senso crítico do jornalista e pesquisador musical colocado em prática em uma revista que Canta o Brasil.