Quinteto Em Branco e Preto

quintento branco preto
Quinteto Em Branco e Preto
Avalie esta Entrevista

 

Quinteto Em Branco e Preto foi formado em 1997 por jovens músicos da periferia de São Paulo que se encontraram na noite paulista com o objetivo de preservar o samba em sua maior autenticidade.

Nesse tempo de atividade profissional no meio artístico, já trabalhou com grandes artistas da Música Brasileira como: Beth Carvalho (Madrinha do conjunto), Guilherme de Brito, Wilson das Neves, Bocato, Sisão Machado, Paulo Cezar Pinheiro, Wilson Moreira, Jamelão, Moacyr Luz, Arlindo Cruz, Germano Mathias, Délcio Carvalho, Noca da Portela, Monarco, Xangô da Mangueira, Jair Rodrigues, Leci Brandão, Almir Guineto, Jorge Aragão, Luiz Carlos da Vila, João Nogueira (em sua última apresentação em SP) e outros.

Em Agosto e Setembro de 2001, foi convidado a participar do projeto “Samba em Sampa”, sob direção do grande ator e produtor Sérgio Mambert, o qual atuou com muita competência, tendo também um grande sucesso em todas as apresentações, atuando com grandes nomes da MPB, tais como: Paulinho da Viola, Elton Medeiros, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Hermínio Bello de Carvalho, Paula Lima, Mônica Salmaso, Noite Ilustrada, Casquinha. A convite do conceituado produtor musical Fernando Faro, o Quinteto participou por seis vezes do programa “Ensaio” da TV Cultura/SP, acompanhando: Walter Alfaiate, Carlinhos Vergueiro, Nei Lopes, Wilson das Neves, Moacyr Luz e Dona Ivone Lara. O Quinteto teve a sua primeira projeção internacional participando do projeto de “reconstrução da cultura africana” em dois shows realizados na cidade de Joanesburgo (África do Sul), acompanhando a cantora Beth Carvalho no período de 20 a 26 de setembro 2000.

O primeiro CD “Riqueza do Brasil” lançado pela gravadora CPC – Umes, contou com a participação da madrinha Beth Carvalho, Velha Guarda da Camisa Verde e Branco e Almir Guineto, O primeiro CD do Quinteto contém sambas inéditos de:Nelson Cavaquinho/Wilson Moreira; Monarco/Mauro Diniz; Luiz Carlos da Vila/Sombra; Wilson das Neves/Paulo César Pinheiro; Wilson Moreira/Nei Lopes; Murilão/Luvercí; Délcio Carvalho/Elton Medeiros, Oswaldinho da Cuíca, na faixa título “Riqueza do Brasil” e composições próprias. Os integrantes do Quinteto Em Branco e Preto são: Magno Souza, 27 anos (Pandeiro); Yvison Pessoa, 24 anos (Percussão); Maurílio de Oliveira, 22 anos (Cavaquinho); Everson Pessoa, 22 anos (Violão); Victor Pessoa, 20 anos (Surdo). O Quinteto está sendo considerado pela crítica como melhor conjunto da nova geração do samba.

Segue abaixo uma entrevista exclusiva com Quinteto Branco e Preto para www.ritmomelodia.mus.br , entrevistado pelo Antonio Carlos da Fonseca Barbosa  em 02.02.2003:

01) Ritmo Melodia: Fale do início de carreira do grupo Quinteto Branco e Preto. Qual a formação e que local em São Paulo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Foi em um bar chamado “Boca da noite”, na rua Santo Antonio (Bixiga, em1997). A formação do grupo era: Cavaquinho: Maurílio de Oliveira; pandeiro: Magno Souza; surdo: Victor Pessoa; percussão: Yvison Pessoa; violão: Everson Pessoa

02) RM: Quando lançaram o primeiro CD? 

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Em 2002, no SESC Ipiranga/SP.

03) RM: Fale da receptividade do público.

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Maravilhosa, porém, inesperada, nos adoraram e também adoramos o carinho do público.

04) RM: Como você define o samba que fazem?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Simplesmente, verdadeiro.

05) RM: Algum sambista famoso apoio o grupo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): A nossa madrinha é Beth carvalho, Nei Lopes e muitos outros.

06) RM: Quais as músicas que caíram no gosto do povo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Para nosso verdadeiro publico, todas, mas, principalmente “Sempre acesa”, de Luiz Carlos da vila e Sombra.

07) RM: Como está acena do samba em São Paulo Hoje?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Melhor. As pessoas pouco a pouco estão entendendo o nosso propósito e nosso intuito.

08) RM: Quais as referências musicais do grupo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Tudo o que há de bom na MPB e na música internacional.

09) RM: Quais as principais dificuldades enfrentadas?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): É expressamente ignorante, algumas pessoas acharem que o verdadeiro samba não é comercial. Então isso acaba implicando na carreira dos “verdadeiros artistas”. O fato de ter qualidade não impede de ser absolutamente comercial.

10) RM: Quais os projetos para 2003?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Representar cada vez mais o samba, atraindo jovens, crianças e adultos. Através de rodas de samba, shows e projetos musicais. Divulgar bem o nosso CD que está, modéstia parte, nota 10!, com participações especiais da nossa madrinha “Beth Carvalho”, “Xangô da Mangueira”, Murilão da Boca do Mato” e as Velhas Guardas da “Nenê da Vila Matilde e da Camisa Verde e Branco”.

Contato para show:  [email protected] 

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor Responsável pela revista Ritmo Melodia desde 2001, músico, letrista e poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, sempre se preocupou em divulgar a música (popular, regional, instrumental e erudita) com entrevistas e artigos sobre os músicos e artistas brasileiros.