Deusa Nordestina do Forró

Deusa Nordestina do Forró 1 Entrevista - Música - Revista Ritmo Melodia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Tempo de Leitura: 8 minutos

A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ apesar de ser uma criança nascida em um berço de família muito pobre, desde cedo criou gosto pela música e pelos palcos.

Aos oito anos de idade já imitava a Xuxa, formando grupos musicais e já fazendo apresentações musicais nas escolas e em festas particulares. Demonstrando desde aquela época seu espírito de liderança e amor pela música. Na sua longa e vitoriosa carreira musical A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ brilhou como vocalista principal de várias bandas, já utilizando o nome artístico de DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ. Em 2009 criou o seu próprio grupo: “AS NORDESTINAS”, que teve como reconhecimento de seu talento, já no final deste mesmo ano, o primeiro prêmio Hangar de Música, na categoria “Destaque Revelação”.

A partir de então, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ cresceu no cenário musical do Rio Grande do Norte e Nordestino, resgatando o verdadeiro Forró Pé de Serra, dando um brilho especial nas interpretações das músicas do cancioneiro nordestino, de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro, Jorge de Altinho e tantos outros. Sem esquecer, claro, as suas raízes potiguares, cantando os nossos compositores, como Elino Julião, Severino Ramos, Carlos Zens, Almir Padilha, Amaury Queiroz e outros, também tão importantes.

Em 2010, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ foi à China representando o Brasil em o III Festival de Artes e Cultura Popular, evento internacional que acontece a cada três anos em Pequim. Fato que muito orgulha A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ. Em 2015, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ, ganhou o segundo Hangar de Música, como “Destaque Popular”, escolhido pelo grande público do Rio Grande do Norte. Em 2016, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ recebeu o “Mérito Íris de Almeida”, concedido pela prefeitura municipal de Parnamirim, RN, pelo destaque nas ações culturais do Município. Em 2017 e 2018, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ, teve a oportunidade de tornar-se apresentadora do “PROGRAMA DEUSA DO FORRÓ”, através da PNTV Web de Parnamirim/RN, onde durante o período de um ano conseguiu altos índices de audiência na Web levando cultura e entretenimento para todo o Brasil, através das redes sociais, nos aplicativos do Youtube, Instagram e Facebook.

A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ tem a honra de ser representante do nosso estado do Rio Grande do Norte perante o Senado Federal, nas discussões que visam transformar o Autêntico Forró Pé de Serra como Patrimônio Imaterial do Brasil. Através das Audiências Públicas realizadas ao longo de 2018, nas cidades de, Brasília, Natal e Parnamirim, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ esteve sempre à frente das ações junto aos seus colegas artistas, agregando todos em prol dessa causa cultural da verdadeira musica raiz do nordeste. Ainda em 2018, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ foi agraciada com mais dois importantes reconhecimentos: Em Março, Medalha de Honra ao Mérito “Professora Eva Lúcia Bezerra de Mendonça”, através da Câmara de Vereadores de Parnamirim, RN, como “DESTAQUE CULTURAL” de Parnamirim. Em 13 de Dezembro (dia do nascimento do Grande Luiz Gonzaga), recebeu o Título de “Cidadã Honorária Parnamirinense” através da Câmara Municipal de Parnamirim, RN, pelos relevantes serviços prestados ao município, desde os sete anos de idade.

Agora, para o ano de 2019, A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ vem trazendo toda a sua trajetória musical de 30 Anos dedicados ao Forró como DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ com a mesma energia, vibração e com o seu mesmo Autêntico Forró Pé de Serra. A DEUSA NORDESTINA DO FORRÓ esteve agora no Dia 12 de Agosto de 2019, a convite da produção do Programa do Ratinho, no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), participando do Quadro DEZ ou MIL, em Rede Nacional, onde obteve NOTA MIL de todos os Jurados do Programa, e trouxe consigo para o Rio Grande do Norte o troféu desse Programa de Televisão. DEUSA tem ainda um grande sonho: Levar para todo o Brasil, em outros Palcos e Programas de TV, e para o MUNDO, a sua voz e a sua marcante forma de interpretar a música nordestina nos seus mais variados ritmos, como o xote, xaxado, baião, contribuindo assim para o fortalecimento da nossa cultura.

Segue abaixo entrevista exclusiva com Deusa Nordestina do Forró para a www.ritmomelodia.mus.br, entrevistada por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 28.10.2019:

01) Ritmo Melodia: Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Deusa Nordestina do Forró: Nasci no dia 28.10.1977 em Acari – RN. Batizada como Iranilda Santana de Oliveira Albuquerque.

02) RM: Fale do seu primeiro contato com a música.

Deusa Nordestina do Forró: Aos seis anos, ouvindo Rosana cantar e decidi ser cantora.

03) RM: Qual a sua formação musical? 

Deusa Nordestina do Forró: Já nasci “diplomada e graduada na arte de cantar”. É nato. Nunca entrei sequer numa escola de música. Nasci com o Dom de cantar. Concluí o Ensino médio.

04) RM: Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Deusa Nordestina do Forró: Rosana, Roberta Miranda e Xuxa, no passado. E hoje, Elba Ramalho. Xuxa e Rosana deixaram de ter importância porque segui outros caminhos musicais.

05) RM: Quando, como e onde você começou a sua carreira musical?

Deusa Nordestina do Forró: Em 1985 os oito anos de idade, comecei imitando a Xuxa em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, fazendo pequenos shows em Colégios e eventos privados. Foram os meus primeiros passos profissionais.

06) RM: Quantos CDs lançados?

Deusa Nordestina do Forró: Meu primeiro CD foi gravado em 2012, depois deste vieram mais dois CDs, em 2015 e 2018, e um DVD em 2015. Os músicos que participaram foram os melhores de nosso estado do Rio Grande do Norte, como por exemplo, Zé Hilton do Acordeon, Bruno Cirino, Jubileu filho, que são grandes músicos de nosso Estado. O perfil dos meus álbuns é o autentico forró pé de serra. Músicas que se destacaram nos meus álbuns foram às regravações: “Eu só Quero Um Xodó” (Anastácia / Dominguinhos), Gostoso Demais (Nando Cordel / Dominguinhos), Asa Branca (Humberto Teixeira / Luiz Gonzaga), Último Pau de Arara (Venâncio / Corumbá / J. Guimarães), entre outros clássicos.

07) RM: Como você define seu estilo musical?

Deusa Nordestina do Forró: Do autentico forró raiz, lá da fonte bebida por Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Sivuca. Acho até que nasci na época errada.

08) RM : Você estudou técnica vocal? 

Deusa Nordestina do Forró: Não, infelizmente.

9) RM: Qual a importância do estudo de técnica vocal e cuidado com a voz?

Deusa Nordestina do Forró: A técnica vocal é fundamental para o aprimoramento do cantor. Os cuidados com a voz são necessários e importantes para que o desempenho do cantor seja o melhor possível, além é claro, da preservação da voz enquanto saúde.

10) RM: Quais as cantoras(es) que você admira?

Deusa Nordestina do Forró: Marinês, Elba Ramalho, Anastácia, Alcione, Elza Soares e Gal Costa.

11) RM: Como é o seu processo de compor?

Deusa Nordestina do Forró: Quando me deparo com a paisagem do sertão, na minha terra natal, chega à inspiração para compor coisas e situações do meu lugar e transformar tudo isto em poesia e canção.

12) RM: Quais são seus principais parceiros de composição?

Deusa Nordestina do Forró: Amaury Queiroz e Zé Hilton do Acordeon.

13) RM: Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Deusa Nordestina do Forró: Positivo é o fato de poder me expressar através das músicas que escolho cantar. Levando assim um repertório com qualidade, sem interferências externas, e principalmente, sem induzir o meu público a ouvir músicas de duplo sentido ou que estimule o álcool, a violência, o preconceito e a prostituição. Mas vejo inúmeras dificuldades em trabalhar de forma independente, pois não há uma politica de incentivo segura e imparcial que consiga fazer com que possamos sobreviver da música autoral.

14) RM: Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Deusa Nordestina do Forró: Dentro do palco a minha estratégia é fazer diferente, realizando sempre shows únicos, com muita energia, alegria e, sobretudo interagindo permanentemente com o público durante todo o show. Como eu sempre costume dizer nos meus shows, usando o meu bordão: “Sou diferente das Iguais”. E fora do palco a nossa estratégia é a de poder levar o nosso trabalho além das fronteiras, de nosso estado, do próprio nordeste, e ainda do próprio país.

15) RM: Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver a sua carreira?

Deusa Nordestina do Forró: Participando de programas culturais em outros Estados, e também desenvolvendo projetos que possam permitir levar o meu trabalho para outros Estados e países.

16) RM: O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Deusa Nordestina do Forró: Ajuda no sentido de divulgar rapidamente, em tempo real, tudo que está relacionado à minha carreira musical, como shows, ensaios, participações em Programas de Rádio e TV, e etc. O que pode prejudicar é ao mesmo tempo, toda essa interatividade que está exposta e que nem sempre possuímos o controle sobre comentários, críticas e etc.

17) RM: Quais as vantagens e desvantagens do acesso à tecnologia  de gravação (home estúdio)?

Deusa Nordestina do Forró: A vantagem é gravar música com baixo custo e o fácil acesso das pessoas às nossas gravações. A desvantagem é que nem sempre a qualidade é garantida como a de um estúdio com profissional qualificado e experiente.

18) RM: No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical? 

Deusa Nordestina do Forró: Trago um novo desempenho ao autêntico forró pé de serra, na minha forma de cantar, dançar, tocar o meu triângulo, enfim, ser diferente. Como disse o Jornalista, Leão Lobo, no Programa do Ratinho, onde participei “Você é toda musical. O seu corpo acompanha tudo na música. Você canta com alma e coração”.

19) RM: Como você analisa o cenário do Forró. Em sua opinião quem foram às revelações musicais nas duas últimas décadas e quem permaneceu com obras consistentes e quem regrediu?

Deusa Nordestina do Forró: Atualmente os cantores do forró de raiz se encontram desunidos. Não há movimentos que levem a continuar com a valorização desse segmento, conforme havia no passado, com Luiz Gonzaga e seus seguidores. Aqueles que ainda têm o poder de ajudar aos iniciantes, que serão o futuro, fazem de tudo para que estes não cresçam no cenário musical. Infelizmente, tiveram poucos que se destacaram no segmento do forró: Elba Ramalho, Flávio José, Alcymar Monteiro, Jorge de Altinho, foram os que permaneceram com obras consistentes.  Anastácia, Amelinha, Hermelinda, Santanna – O Cantador, Ton Oliveira, foram os que regrediram.

20) RM: Quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Deusa Nordestina do Forró: Dominguinhos e Sivuca.

21) RM: Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para o show, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosco, cantar e não receber, ser cantado e etc)?

Deusa Nordestina do Forró: Já aconteceu de tudo isto e um pouco mais citado na pergunta, mas a minha força de cantar é muito maior e a gente termina tirando de letra os obstáculos.

22) RM: O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Deusa Nordestina do Forró: Mais feliz é quando estou cantando e o público está gostando do meu repertório, da minha forma de cantar, me acompanhando nas letras, enfim, quando há interação natural do público. É o maior pagamento. A tristeza é realizar um show e o público não corresponder. É decepcionante para o artista.

23) RM: Quais os prós e contras do Movimento do Forró Universitário no Sudeste?

Deusa Nordestina do Forró: De certa forma, o Forró dito como Universitário, desconstrói um pouco do autêntico forró de raiz, pois o ritmo das batidas desse estilo é completamente diferente do forró que Luiz Gonzaga e seus seguidores criaram.

24) RM: Quais os prós e contras do Movimento do Forró de Banda dos anos 90?

Deusa Nordestina do Forró: O Forró de banda desconstrói um pouco do autêntico forró de raiz, pois o ritmo das batidas desse estilo é completamente diferente do forró que Luiz Gonzaga e seus seguidores criaram.

25) RM: Quais os prós e contras do Movimento do Forró Estilizado dos anos 2000?

Deusa Nordestina do Forró: Não vejo nenhum pró. Muito pelo contrário. É um forró que privilegia o apelo sexual, a depreciação da mulher, instiga o preconceito, e traz para as crianças um forte apelo às palavras de baixo calão e termos chulos.

26) RM: Você acredita que sem o pagamento do jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Deusa Nordestina do Forró: Não acredito.

27) RM: O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Deusa Nordestina do Forró: Se você ama cantar? Vá em frente.

28) RM : Quais os prós e contras do Festival de Música?

Deusa Nordestina do Forró: Festival de Música é bom quando abre portas e oportunidades para novos artistas. E Contra é quando ocorre marmelada e apadrinhamento para uma canção vencer.

29) RM: Na sua opinião, hoje os Festivais de Música revela novos talentos?

Deusa Nordestina do Forró: Sim.

30) RM: Como você analisa a cobertura feita pela grande mídia da cena musical brasileira?

Deusa Nordestina do Forró: Ainda percebo que a grande mídia exclui os artistas nordestinos.

31) RM: Qual a sua opinião sobre o espaço aberto pelo SESC, SESI e Itaú Cultural para cena musical?

Deusa Nordestina do Forró: É importante demais para que os artistas possam apresentar seus Projetos.

32) RM: Quais os seus projetos futuros?

Deusa Nordestina do Forró: Apresentar Projetos que possam levar meus shows para todo o País e Exterior.

33) RM: Quais seus contatos para show e para os fãs?

Deusa Nordestina do Forró: (84) 9.8777 – 1485 falar com Fernando Albuquerque (WhatsApp) | [email protected] |@deusadoforro (instagram) | Facebook: Iranilda Albuquerque

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Tagged
Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor Responsável pela revista Ritmo Melodia desde 2001, músico, letrista e poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, sempre se preocupou em divulgar a música (popular, regional, instrumental e erudita) com entrevistas e artigos sobre os músicos e artistas brasileiros.