Como o músico deve se relacionar com a mídia?

meiosdecomuncacao
Como o músico deve se relacionar com a mídia?
Avalie esta Entrevista

O relacionamento do músico com a mídia pode ser harmonioso ou com ruídos. Alguns músicos e jornalistas entram em rota de colisão por conta da fogueira da vaidade e egocentrismo. A vala comum da inutilidade. O trabalho jornalístico existe em função da obra do músico e o músico precisa da imparcialidade e seriedade do jornalista no momento de avaliar a sua estética musical. A sua obra fala por você.

Desde 2001 como editor/repórter da revista Ritmo Melodia fui criando formas de como me relacionar com os músicos de uma forma que ambos saiam felizes com o resultado. Existe o músico que faz o passo a passo da simplicidade e tudo dá certo. Ele mesmo entra em contato por e-mail ou pelo facebook comigo. Eu peço para enviar o release ou biografia de carreira por e-mail e ele prontamente envia e peço para ele enviar o disco para o endereço da redação, pois como meu trabalho tem um perfil biográfico e de pesquisa tenho todos os discos de quem entrevistei. Posso precisar no futuro para uma audição ou mesmo para uma exposição sobre o trabalho da revista. Se o músico não dispõe mais do exemplar, pode enviar a cópia. O importante é a qualidade do áudio em WAV, o formato mp3 só serve como demonstração. Na sequência envio as perguntas da entrevista sem prazo de entrega, mas quando entregar que seja com o máximo de informações, ao contrário de alguns meios de comunicação na revista Ritmo Melodia tem espaço ilimitado para conteúdo. Não é simples o processo? Mas tem os que complicam.

Tem o músico que questiona porquê de todo o processo citado acima, já que estamos em tempo de comunicação rápida.  Cada meio de comunicação (Revista, Jornal, TV e Rádio) tem a sua forma de se relacionar, publicar baseado no seu formato e editorial, não existe um padrão. O músico pode não aceitar o processo proposto. Agora, não pode esperar que o meio de comunicação adapte-se à sua necessidade. É comum, o músico após enviar a entrevista respondida, ficar ansioso para que a mesma seja publicada imediatamente. Cada meio de comunicação tem a sua periodicidade e a “fila” de publicação. Pedi uma previsão da publicação é razoável, mas se chatear por não ser na data que gostaria, é imaturidade.

O jornalista escolhe quem quer entrevistar e é legítimo o músico não querer ser entrevistado. Mas, é deselegante aceitar e depois desistir sem avisar. Atenda à todos os meios de comunicação da mesma forma. Você pode um dia precisar de quem você esnobou.  Após ter a entrevista ou matéria publicada, divulgue e mantenha o contato com o jornalista; gentileza gera gentileza. Quem ignora, um dia pode ser ignorado.  Quando o jornalista entra em contato com o músico, e ele passa a bola para o seu assessor ou produção acompanhe o processo. E se por acaso o assessor for demitido entre em contato com o jornalista. Assessor que atrasa prazo não adianta. Assessor deslumbrado passa imagem negativa do músico.

Existe curso ou assessor que orienta como se relacionar com os meios de comunicação. Vale a pena investir neste aprendizado. Hoje a oferta está maior que a procura e tudo que o músico puder fazer para que a sua obra seja bem recebida é valido.

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor Responsável pela revista Ritmo Melodia desde 2001, músico, letrista e poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, sempre se preocupou em divulgar a música (popular, regional, instrumental e erudita) com entrevistas e artigos sobre os músicos e artistas brasileiros.