Marcos Farias

O maestro, pianista, acordeonista, arranjador,produtor musical, compositor e cantor carioca Marcos Farias é filho de dois ícones da música popular Brasileira, o legendário produtor e sanfoneiro, Abdias dos Oito Baixos e a Rainha do xaxado, Marinês.

Marcos nasceu na época de ouro da música do Rio de Janeiro e dotado de grandesensibilidade musical, aos cinco anos de idade, passa a ser apresentado como “MeninoProdígio”, tocando instrumentos de percussão nos palcos da Rádio Nacional, Rádio Mayrink Veiga acompanhando seus pais e seu padrinho de batismo Luiz Gonzaga ao lado de grandes músicos damúsica Brasileira como: Chiquinho do Acordeon, Dominguinhos, Oswaldinho do Acordeon, Zé Meneses, Luizão Maia, Alexandre Gnattali, Dino 7 cordas, Wilson das Neves, Altamiro Carrilho, Canhoto do Cavaco, etc.

Em 1977, já era músico, arranjador e autodidata. Foi o segundo mais jovem produtor musical da América Latina e maestro da CBS Discos (SONY MUSIC) por dois anos. Foi a quarta pessoa a ter no Brasil, um estúdio de gravação particular nas épocas de gravadores de rolos, que na época era de exclusividade das grandes gravadoras como: RCA, CBS, POLIGRAM e CONTINENTAL.Participou também, de trilhas sonoras de dois filmes nacionais: O homem da capa preta e Bay-bay Brasil, referindo-se a dois desenhos animados para o Canadá, no intercâmbio da Imbra filmes. Através deste trabalho para Imbra filmes, foi convidado a fazer parte da equipe do produtor do núcleo das novelas das 8 horas da Rede Globo, o André Sperlling, em que realizou trilhas das novelas: Pedra sobre Pedra, Tropicalhente, De corpo e Alma, Renascer e Rei do Gado.

Na mesma época, recebeu convite do seu primo, o cantor e compositor Vital Farias para estudar na Escola Nacional de Música do Rio de Janeiro-UFRJ e na década de 80, estudou Piano na Faculdade Berklee de Música/Berklee College Of Music/Boston, Massachusetts – EUA.Suas referências são os pianistas: Bill Evans Quincy Jones, César Camargo Mariano, Linconl Olivette(seu amigo e professor), Chiquinho de Morais misturando as influências de Jazz, Bossa, Baião e Soul Music. Sempre a frente do seu tempo, foi também um pioneiro em tecnologia musical e especializou-se em simulação digital de instrumentos acústicos; que trouxe muita polêmica no Norte e Nordeste do Brasil, devido simular perfeitamente todos os instrumentos de uma forma coerente, em que se dava a impressão que existia uma banda completa tocando. A sua intenção, era facilitar a gravação de artistas independentes baixando os custos das gravações com altíssima qualidade. Atualmente essa tecnologia é usada por todo o país. Excursionou pelo Brasil e por vários países como músico e maestro realizando gravações, shows e festivais, representando a nossa cultura Brasileira. Suas últimas grandes produções: O Grande Encontro 3: Zé Ramalho, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo e o DVD do Fagner & Zé Ramalho.

Produziu várias gravações e atuou como músico de apoio de vários artistas de peso: Abdias, Marinês, Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Elino Julião, Osvaldo De Oliveira, Trio Nordestino, Os Três Do Nordeste, Elba Ramalho, Zé Ramalho, Amelinha, Ednardo, Geraldo Azevedo, Biafra, Margarete Meneses,Xuxa, Sandra De Sá, Tim Maia, Jorge Benjor, Gabriel Pensador, Emilinha Borba, Nelson Gonçalves, Manhoso, Ton Cavalcante, MyrlaMurniz, Nilson Lima, Beto Barbosa, Genival Santos, Robson Rodrigues, Manoel Cordeiro, Os Milongueiros, Mastruz Com Leite, Aviões do Forró, Forró dos Plays, Daniela Mercury, Grupo Chapéu de Palha (Walter & Waldir do 7 Cordas), Genival Lacerda, Gaúcho Da Fronteira,Oswaldinho do Acordeon, Dominguinhos do Acordeon, Roberto Trevisan, Roberto Carlos,Gretchen, Miss Lenne, Arleno Farias, Vital Farias, Jong De Cequeira, Juvelina Pérola Negra, Almir Guineto, ElsonForrogode, Agepê, Bebeto, Kaoma, Wando, Carla Vizzi(Cia &Clic), Antonio Barros & Ceceu, Mayra Barros, Waldir Luz, Xangai, Miucha, NaraLeão, Manasses, Jamil Joanes, Robson Jorge, Arthur Maia, Jose Augusto, Sivuca,Orquestra De Frevo Edezio, Grupo Feira Livre, David Bryan, Alceu Valença, Gilberto Gil,João Do Vale, Fafy Siqueira, Carlos Dafe, Mattos Nascimento, Shirley Carvalhais, JotaNetto, Chitãozinho & Chororó, Denny Reis, Tann, Lenini, Belchior, Renato e Seus Blue Caps, Celinho Barros,Pity Melo, Adriana, Balão Mágico, Ronaldo Boscôli (Produtor), GutoGraça Melo (Produtor), Mazola (Produtor), Evandro Ribeiro (Produtor), Linconl Olivette(Produtor), Andre Sperlling (Produtor), Ary Sperlling (Produtor), Milton Manhães (Produtor), Barriga (Produtor), Mauro Almeida(Produtor), Eduardo Lages (Produtor), Don Ney (Produtor), Jayro Pires (Produtor), José Milton (Produtor), Robertinho Do Recife (Produtor),Guiu De Morais (Maestro) e etc.

Ele agradece a Deus, por ser filho do casal Marinês (a maior referência na música nordestina) e Abdias (músico, produtor pioneiro e diretor da CBS disco do Brasil por 28 anos), estes que serão sempre a maior referência de dignidade e profissionalismo.

Legendário e expoente por sua longa história musical pelo Brasil e o mundo inteiro, segue seu percurso com muito louvor, devido usar técnicas refinadas com excelente elaboração harmônica.

Em 2016, ao registrar 50 anos de profissão, continua gravando, produzindo e lançando novos talentos em seu Estúdio particular Laenkasa. E dedica-se na recriação de sua produtora em parceria com sua esposa Sabrina Vaz, (cantora, compositora e biomédica).

Segue abaixo entrevista exclusiva com Maestro Marcos Farias para a www.ritmomelodia.mus.br , entrevistado por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa em 01.03.2017:

01) Ritmo Melodia : Qual a sua data de nascimento e a sua cidade natal?

Maestro Marcos Farias : Nasci no dia 14 de setembro de 1961, em Campina Grande -PB.

 02) RM : Fale do seu primeiro contato com a música?

Maestro Marcos Farias : Aos cinco anos de idade, eu estreie na Rádio Nacional do Rio de Janeiro acompanhando Luiz Gonzaga e minha mãe Marinês, tocando Zabumba.

03) RM : Qual a sua formação musical e\ou acadêmica (Teórica)?

Maestro Marcos Farias : Pianista e Acordionista. A formação acadêmica foi na escola Nacional de Música do Rio de Janeiro(não concluído) e pós-graduação na Berkeley Music School em Boston – EUA.

04) RM : Quais as suas influências musicais no passado e no presente. Quais deixaram de ter importância?

Maestro Marcos Farias : No passado: meus pais: Abdias dos 8 baixos e Marinês, maestro Chiquinho do Acordeon, Biell Evans, Quincy Jones, Lincoln Olivetti. No presente: ninguém.

05) RM : Quando, como e onde  você começou a sua carreira profissional?

Maestro Marcos Farias : Aos cinco anos de idade, eu estreie na Rádio Nacional do Rio de Janeiro acompanhando Luiz Gonzaga e minha mãe Marinês, tocando Zabumba até agora.

06) RM : Como você define seu estilo musical?

Maestro Marcos Farias – Todas as músicas, sem definição.

07) RM : Como é o seu processo de compor?

Maestro Marcos Farias : Meu processo de compor depende da necessidade.

08) RM : Quais são seus principais parceiros musicais?

Maestro Marcos Farias : Já tive vários parceiros: Clodo Ferreira, Anastácia, Antonio Barros e Ceceu, Elba Ramalho, Fausto Nilo, entre outros.

09) RM : Quando você começou a aprender tocar o Acordeom?

Maestro Marcos Farias : Aos oito anos de idade.

10) RM : Qual a influência e importância do seu pai Abdias do Acordeom no seu aprendizado?

Maestro Marcos Farias : Extrema exigência em tudo que fazia relacionado a música.

11) RM : Quem são os mestres do acordeom (sanfona) que você admira?

Maestro Marcos Farias : Chiquinho do Acordeon, Sivuca, Domiguinhos, Oswaldinho do Acordeon, Orlando Silveira, Xinoca e Genario.

12) RM : Fale do seu contato pessoal e profissional com Dominguinhos?

Maestro Marcos Farias : Eu era menino e ele um jovem acordeonista que acompanhava a minha mãe em algumas gravações e shows, quando na ausência do meu pai Abdias. Nossa amizade perdurou até o momento de sua morte.

13) RM : Fale do seu contato pessoal e profissional com Oswaldinho do Acordeon?

Maestro Marcos Farias – Meu amigo de juventude, meu amigo de ousadia, pois, ele era um acordeonista que gostava de rock e eu um pianista que gostava de acordeom. Produzi e arranjei o seu CD – Vesúvio ao qual ele foi premiado na Europa.

14) RM : O que é preciso para ser um bom Sanfoneiro?

Maestro Marcos Farias : Muita dedicação.

15-) RM : Quais os clichês/vícios técnicos que um Sanfoneiro deve evitar?

Maestro Marcos Farias : Não deixar de tocar com o dedo mindinho, não ficar apenas como solista, ser um bom acompanhante de cantores, não se limitar a tocar apenas um estilo.

16) RM : Quais as cantoras(es) de forró que você admira?

Maestro Marcos Farias : Luiz Gonzaga, Marinês, Jackson do Pandeiro, Lindu cantor do Trio Nordestino na primeira formação, Anastácia, Sabrina Vaz, Elba Ramalho.

17) RM : Fale do seu contato pessoal e profissional com Elba Ramalho?

Maestro Marcos Farias : Eu conheci Elba Ramalho em 1979, desde então passei a ser o músico, o diretor musical, o arranjador e o amigo.

18) RM : Fale do seu contato pessoal e profissional com o casal Antonio Barros e Cecéu?

Maestro Marcos Farias : Amizade herdada pelos meus pais e preservada e mantida atualmente no nível familiar.

19) RM : Fale do seu contato pessoal e profissional com Mayra Barros?

Maestro Marcos Farias : A conheço desde criança, e produzi o seu CD – “New deste” e a tenho uma irmã caçula.

20) RM : Fale do seu contato pessoal e profissional com Anastácia?

Maestro Marcos Farias : Anastácia é uma grande amiga, me conheceu menino, somos parceiros em composições.

21) RM : Como produtor quais os principais trabalhos que você já realizou?

Maestro Marcos Farias : São muitos, não dar para enumerar. Todos são especiais.

22) RM : Quais os prós e contras de ser filho de Marinês e escolher o mesmo estilo musical que ela foi Rainha?

Maestro Marcos Farias : Os prós: a grande responsabilidade cultural e moral dentro do nosso meio artístico. Contras: as mesmas dificuldades com o meio artístico.

23) RM : Quais os prós e contras de desenvolver uma carreira musical de forma independente?

Maestro Marcos Farias : Prós: você verdadeiramente é dono do seu trabalho. Contras: a grande dificuldade de divulgação.

24) RM : Quais as estratégias de planejamento da sua carreira dentro e fora do palco?

Maestro Marcos Farias : Ser o mais honesto com você mesmo para que reflita para o público que vai te assistir (transparência).

25) RM : Quais as ações empreendedoras que você pratica para desenvolver sua carreira?

Maestro Marcos Farias : Como produtor, estou sempre “antenado” na qualidade musical, seja em qualquer gênero musical e na coerência dos mesmos.

26) RM : O que a internet ajuda e prejudica no desenvolvimento de sua carreira?

Maestro Marcos Farias : Uma arma poderosa se for usada de maneira correta.

27) RM – Quais as vantagens e desvantagens do acesso a tecnologia  de gravação (home studio)?

Maestro Marcos Farias : Vantagens: para os verdadeiros profissionais a comodidade e o acesso rápido. Desvantagens: qualquer um é cantor, produtor e arranjador. Basta analisar a baixa qualidade musical do nosso país atualmente.

28) RM : No passado a grande dificuldade era gravar um disco e desenvolver evolutivamente a carreira. Hoje gravar um disco não é mais o grande obstáculo. Mas, a concorrência de mercado se tornou o grande desafio. O que você faz efetivamente para se diferenciar dentro do seu nicho musical?

Maestro Marcos Farias : Discordo. No passado, gravava-se apenas quando se tinha verdadeiramente muito talento e algo a acrescentar culturalmente. Hoje em dia qualquer coisa pode ser gravada. Por isso, o enorme contingente de trabalhos no mercado. Uso a experiência adquirida nesses quase 50 anos de carreira musical para fazer o trabalho de bom gosto dentro de cada estilo.

29) RM : Como você analisa o cenário do forró. Em sua opinião quem foram às revelações musicais nas duas últimas décadas e quem permaneceu com obras consistentes e quem regrediu?

Maestro Marcos Farias : O que se intitula forró não é forró. É no máximo “oxentemusic”, muito longe da pureza e na originalidade que esse nome traz. Nas últimas décadas cito alguns nomes como: Flávio José, Adelmario Coelho, Flávio Leandro, Cezzinha, Mestrinho, Sabrina Vaz e Trio balançado de Brasília-DF. Nas obras consistentes cito:Flávio José, Adelmario Coelho, Flávio Leandro, Cezzinha, Mestrinho. Os que regrediram foram todos que apelaram para o modismo do forró de plástico.

30) RM : Qual ou quais os músicos já conhecidos do público que você tem como exemplo de profissionalismo e qualidade artística?

Maestro Marcos Farias : Luiz Gonzaga, meus pais: Marinês e Abdias, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro, Sivuca.

31) RM : Quais as situações mais inusitadas aconteceram na sua carreira musical (falta de condição técnica para, brigas, gafes, show em ambiente ou público tosto, cantar e não receber, ser cantado e etc)?

Maestro Marcos Farias : Todas essas citadas acima e outras aconteceram durante minha carreira musical.

32) RM : O que lhe deixa mais feliz e mais triste na carreira musical?

Maestro Marcos Farias : Feliz: apesar de tudo a música se renova na juventude todos os dias. Triste: as pessoas se prostituem artisticamente por causa do dinheiro fácil.

33) RM : Nos apresente a cena musical da cidade que você mora?

Maestro Marcos Farias : Eu moro em Brasília-DF e apesar de ser perto de Goiânia- GO(sertanejo), ouve-se todos os estilos.

34) RM : Quais os músicos, bandas da cidade que você mora  você indica como uma boa opção?

Maestro Marcos Farias : Músicos: Agilson Alcântara (violão), Márcio Bezerra (sax, flauta e clarinetes), Nelson Cavaquinho, Walerinho (multi-instrumentista), Juninho Ferreira (acordeom). Banda: Móveis coloniais a Cajú.

35) RM : Você acredita que sem o pagamento de jabá as suas músicas tocarão nas rádios?

Maestro Marcos Farias : Sim. Exemplo da Radio Nacional FM, em q  eu minhas músicas toca na programação normal.

36) RM : O que você diz para alguém que quer trilhar uma carreira musical?

Maestro Marcos Farias : Entre para escrever uma história, não para ganhar dinheiro.

37) RM : Você é casado com a cantora Sheila Mi?

Maestro Marcos Farias : Nos separamos já faz alguns anos. Atualmente sou casado com Sabrina Vaz, cantora e verdadeiramente a continuadora da obra da minha mãe Marinês. Sabrina dobra-se a responsabilidade e o empenho quando se trata de uma pessoa que a gente ama.

38) RM : Quais os seus projetos futuros?

Maestro Marcos Farias : Reabrir a produtora Laenkasa produções e continuar dando bons pontapés iniciais na carreira de quem nos procurar.

39) RM : Quais seus contatos para show e para os fãs?

Maestro Marcos Farias : (61) 9.8194-2233 (Claro e WhatsApp) |

(61) 9.8260-2540 (Tim) | maestromarcosfarias@yahoo.com.br

O que achou? Comente aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*