Quinteto Em Branco e Preto

quintento branco preto
Quinteto Em Branco e Preto
Avalie esta Entrevista

 

Quinteto Em Branco e Preto foi formado em 1997 por jovens músicos da periferia de São Paulo que se encontraram na noite paulista com o objetivo de preservar o samba em sua maior autenticidade.

Nesse tempo de atividade profissional no meio artístico, já trabalhou com grandes artistas da Música Brasileira como: Beth Carvalho (Madrinha do conjunto), Guilherme de Brito, Wilson das Neves, Bocato, Sisão Machado, Paulo Cezar Pinheiro, Wilson Moreira, Jamelão, Moacyr Luz, Arlindo Cruz, Germano Mathias, Délcio , Noca da Portela, Monarco, Xangô da Mangueira, Jair Rodrigues, Leci Brandão, Almir Guineto, Jorge Aragão, Luiz da Vila, João Nogueira (em sua última apresentação em SP) e outros.

Em Agosto e Setembro de 2001, foi convidado a participar do projeto “Samba em Sampa”, sob direção do grande ator e produtor Sérgio Mambert, o qual atuou com muita competência, tendo também um grande sucesso em todas as apresentações, atuando com grandes nomes da MPB, tais como: Paulinho da Viola, Elton Medeiros, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Hermínio Bello de Carvalho, Paula Lima, Mônica Salmaso, Noite Ilustrada, Casquinha. A convite do conceituado produtor musical Fernando Faro, o Quinteto participou por seis vezes do programa “Ensaio” da TV Cultura/SP, acompanhando: Walter Alfaiate, Carlinhos Vergueiro, Nei Lopes, Wilson das Neves, Moacyr Luz e Dona Ivone Lara. O Quinteto teve a sua primeira projeção participando do projeto de “reconstrução da cultura africana” em dois shows realizados na cidade de Joanesburgo (África do Sul), acompanhando a cantora Beth Carvalho no período de 20 a 26 de setembro 2000.

O primeiro CD “Riqueza do Brasil” lançado pela gravadora CPC – Umes, contou com a participação da madrinha Beth Carvalho, Velha Guarda da Camisa Verde e Branco e Almir Guineto, O primeiro CD do Quinteto contém sambas inéditos de:Nelson Cavaquinho/Wilson Moreira; Monarco/Mauro Diniz; Luiz Carlos da Vila/Sombra; Wilson das Neves/Paulo César Pinheiro; Wilson Moreira/Nei Lopes; Murilão/Luvercí; Délcio Carvalho/Elton Medeiros, Oswaldinho da Cuíca, na faixa título “Riqueza do Brasil” e composições próprias. Os integrantes do Quinteto Em Branco e Preto são: Magno Souza, 27 anos (Pandeiro); Yvison , 24 anos (Percussão); Maurílio de , 22 anos (Cavaquinho); Everson Pessoa, 22 anos (Violão); Victor Pessoa, 20 anos (Surdo). O Quinteto está sendo considerado pela crítica como melhor conjunto da nova geração do samba.

Segue abaixo uma entrevista exclusiva com Quinteto Branco e Preto para www.ritmomelodia.mus.br , entrevistado pelo Antonio Carlos da Fonseca Barbosa  em 02.02.2003:

01) Ritmo Melodia: Fale do início de carreira do grupo Quinteto Branco e Preto. Qual a formação e que local em São Paulo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Foi em um bar chamado “Boca da noite”, na rua Santo Antonio (Bixiga, em1997). A formação do grupo era: Cavaquinho: Maurílio de Oliveira; pandeiro: Magno Souza; surdo: Victor Pessoa; percussão: Yvison Pessoa; violão: Everson Pessoa

02) RM: Quando lançaram o primeiro CD? 

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Em 2002, no SESC Ipiranga/SP.

03) RM: Fale da receptividade do público.

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Maravilhosa, porém, inesperada, nos adoraram e também adoramos o carinho do público.

04) RM: Como você define o samba que fazem?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Simplesmente, verdadeiro.

05) RM: Algum sambista famoso apoio o grupo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): A nossa madrinha é Beth carvalho, Nei Lopes e muitos outros.

06) RM: Quais as músicas que caíram no gosto do povo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Para nosso verdadeiro publico, todas, mas, principalmente “Sempre acesa”, de Luiz Carlos da vila e Sombra.

07) RM: Como está acena do samba em São Paulo Hoje?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Melhor. As pessoas pouco a pouco estão entendendo o nosso propósito e nosso intuito.

08) RM: Quais as referências musicais do grupo?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Tudo o que há de bom na MPB e na música internacional.

09) RM: Quais as principais dificuldades enfrentadas?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): É expressamente ignorante, algumas pessoas acharem que o verdadeiro samba não é comercial. Então isso acaba implicando na carreira dos “verdadeiros artistas”. O fato de ter qualidade não impede de ser absolutamente comercial.

10) RM: Quais os projetos para 2003?

Quinteto Em Branco e Preto (Maurílio de Oliveira): Representar cada vez mais o samba, atraindo jovens, crianças e adultos. Através de rodas de samba, shows e projetos musicais. Divulgar bem o nosso CD que está, modéstia parte, nota 10!, com participações especiais da nossa madrinha “Beth Carvalho”, “Xangô da Mangueira”, Murilão da Boca do Mato” e as Velhas Guardas da “Nenê da Vila Matilde e da Camisa Verde e Branco”.

Contato para show:  [email protected] 

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Antonio Carlos Da Fonseca Barbosa

Criador e Editor Responsável pela revista Ritmo Melodia desde 2001, músico, letrista e poeta paraibano Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, sempre se preocupou em divulgar a música (popular, regional, instrumental e erudita) com entrevistas e artigos sobre os músicos e artistas brasileiros.